RSS contos eroticos

Conto Erotico Minha priminha de 14 anos me chupando

Olá, vocês podem me chamar de marcelo, tenho 22 anos, essa historia que vou contar ocorreu nesta virada de 2006 para 2007. e foi na casa do meu tio em alphaville, chegamos lá na sexta feira dia 29 de dezembro, eu, minha mãe, minha irmã e minha sobrinha. nossa quando vi que não tinha nenhum dos meus primos logo pensei “esse vai ser a pior festa de fim de ano, passar sozinho no meio dos meus tios e tias e sem ninguém para conversar, não ia dar certo, mas beleza, a vida é assim.
no sábado fiquei sabendo que meu tio estaria vindo também e é claro que minhas duas primas estariam vindas juntas, foi a minha salvação.
pois é eles chegaram ao anoitecer, foi aquela festa, minha sobrinha foi a que mais fez festa com minhas primas, faziam já alguns meses que não conversava com minhas primas, pois estávamos sempre em lugares diferentes.
naquela mesma noite estávamos todos na sala assistindo um filme em dvd, quando já estava dado meia noite, minha mãe, minhas tias e meus tios começaram a se levantar para irem dormir, então ficou na sala eu minha irmã, minhas primas também tinham indo, mas foram só para se trocarem e coloram seus pijamas, a renatinha (prima mais nova, 14 aninhos), e a camila (irmã da renatinha que tinha 17 anos), ai ficamos mais a vontade, claro não tinha mais nossos pais lá para ficarem nos controlando, fiquei deitado no chão da sala, junto de mim ficou minha irmã, no sofá 3 o qual eu estava encostado com a cabeça ficou a renatinha, e noutro ficou a camila, não passou meia hora e minha irmã se levanta para dormir, pronto fiquei na sala sozinho com minhas duas primas, quando acabou o filme, eu levantei para desligar e ir dormir, mas a renatinha perguntou se não tinha outro filme e eu falei que tinha, ela pediu para colocar, eu adorei a idéia adoro filme, quando eu troquei o filme e estava voltando para me deitar no chão eu vi a minhas primas com outros olhos, a camila que estava deitada no sofá ao lado da estante do dvd estava com um shortinho muito pequeno e muito largo, e com uma camiseta mais larga ainda, na forma do qual ela estava deitada eu estava vendo seus seios, e que seios enormes, nunca tinha reparado nela, e o por baixo do seu shortinho estava uma calcinha rosinha, aquela que é só um fio dos lados, eu estava tendo a melhor visão da minha prima consegui ver até como era grande a sua bucetinha, sob aquela calcinha rosinha, na hora já fiquei de pau duro, na tive como não reparar, mas ela percebeu que eu esta olhando e logo se arrumou, uma pena, queria ter visto mais naquele momento.
voltei para o meu lugar, mas a renatinha também estava com um shortinho minúsculo, menor do que o da camila, mas a sua camiseta era maior por esse motivo não havia percebido o tamanho, pois a camiseta cobria.
um pouco mais de 15 minutos de filme a camila se levantou e foi dormir, disse que o filme estava muito parado, e chamou a renatinha para ir junto, mas ele se negou dizendo que estava gostado do filme, então a camila foi sozinha, não deu nem tempo de ouvir a porta do quarto se fechar e a renatinha falou, e ai gostou do que viu?
na hora eu fiquei branco, pálido, não sabia o que dizer, e na maior cara de pau, falei, como assim gostou do que vi?
e ela falou das penas da minha irmã e de todo o resto, eu estava olhando você olhando para ela, e vi você olhando para minhas também.
falei que isso, vocês são minha primas não tenho esse tipo de malicia.
enquanto eu falava isso ela se levantou e foi para o banheiro e falou espere um pouquinho.
eu não consegui parar de pensar naquela cena.
pronto, já estou de volta, e ai vem sentar aqui comigo no sofá saia desse chão gelado.
falei tudo bem, sentei na outra ponta do sofá enquanto ela estava se deitando falou: posso colocar minhas pernas no seu colo.
disse que sim, pensei ai que delicia essas pernas bem lisinhas no meu colo.
assim que ela colocou a primeira perna percebi que quando ela foi ao banheiro ela tirou a calcinha, foi tudo de bom vi sua bucetinha rosadinha com pelinhos bem ralos.
claro que ela me viu olhando, mas dessa vez não falou nada, apenas deixou sua pernas no meu colo abertas, me deixando ver sua bucetinha à vontade.
voltamos a assistir ao filme, claro que nessas horas não queria mais saber do filme e sim da renatinha.
comecei a passar a mão levemente em suas pernas, quanto mais eu passava a mão mais ela abria as pernas e ninguém falava nada.
por eu estar sentado no canto do sofá e ela no outro canto minha mão só chegava até as coxas dela, então quando eu ia me arrumar no meio do sofá ela falou: pode ficar quietinho ai, se tiver que fazer alguma coisa aqui será eu.
então ela se levantou, abaixou o shortinho e falou que queria eu chupasse ela.
deitei-a no sofá abri bem suas pernas e olhei bem para aquela bucetinha e comecei a passar o dedo no seu grelinhos nisso ela já estava toda molhadinha e bem baixinho falou que ainda era virgem, pasmem não acreditei, pois com todo aquele tesão ela ainda era virgem? mas depois de algum tempo vi que era verdade, depois de ficar ali chupando por um bom tempo e ela se contorcendo todinha me segurou pela cabeça e disse que ela queria experimentar, disse que nunca tinha chupado um pau antes, e perguntou como fazer.
levantei-a e sentei no lugar dela, falei para ela ficar de joelhos e com uma mão fica alisando e colocar a boca, nisso ela foi colocou a boca, mas seus dentes estavam me machucando, então falei para ela que tinha que fazer igual como chupa sorvete e pirulito, ai sim ela começou num frenético chupa-chupa que me levou a loucura, não deu nem tempo de falar que ia gozar acabei gozando naquela boquinha ela tentou tirar a boca, mas eu a puxei pela cabeça, ela levantou correndo para o banheiro, demorou um pouco lá, voltou colocou o seu shortinho e falou, sua porra é quentinha gostosa, engoli um pouquinho, e da próxima vez que tivermos oportunidade quero perder a virgindade com você.
mas isso é para outro dia, outra hora.

beijos para todas as garotas.

garotas caso queiram conversar podem me escrever, email porrinha.loka@gmail.com
também tenho algumas fotos e gostaria de trocar com vocês garotas.