RSS contos eroticos

Conto Erotico Não devia, mas fiz sexo com meu filho

Ola pessoal, aqui falando Rafael.Zeus na sua área com mais um conto temático :D. Hoje a amiga de minha mãe veio se desabafar comigo, pois ja sou adulto ( 38 anos pra ser exato) E como não tinha mais ninguém pra desabafar, (nem com o próprio psicólogo que tava viajando pra fora do pais) e minha mãe tinha saido de ferias, ela só conhecia eu de amigo, então resolveu desabafar um problema de vários anos antes que agora a estava incomodando muito, Pois bem, agora EU vou lhes contar exatamente do mesmo modo que ela me contou :O. Bom, vamos ao conto, que ela contou pra mim:
Meu nome é Vera e tenho 59 anos e a coisa aconteceu a 25 anos atrás eu na época tinha 33 e casei muito jovem e tive meu filho muito cedo aos 18 anos e me separei muito cedo também e namorei algumas vezes mas nada sério. Me converti a uma igreja evangélica e me membrei e minha vida aos poucos foi tomando uma rumo legal estudei me formei professora de ed. Física e eu era muito bonita, morena, cabelos até o ombro e seios médios e bumbum grande e ainda sou bonita apesar da idade. Bom acabei casando novamente e estava indo tudo bem, meu marido trabalhava numa empresa de ônibus e de noite, isso eu não gostava, mas fazer o que, meu filho Junior estava nas vésperas de completar 15 anos e sabem como é adolescente !? Principalmente menino, hormônios a flor da pele, desejos incontroláveis e ereções involuntárias. Eu cheguei da escola onde eu dava aula e sempre usei calça de malha e nesse dia além da calça de lycra eu também usava um maiô de lycra que eu tinha dado aula de natação. Bastou pra meu filho Junior se excitar, ele sempre me abraçava e sempre tivemos um ótimo relacionamento mãe/filho,mas eu senti ele excitado se esfregando em mim e gelei, pois eu sei que a referencia do filho para mulher é sempre a primeira paixão é a mãe, mas eu não estava acostumada com isso, ser alvo da excitação do meu filho. O tempo foi passando e cada vez meu filho dava entender que estava me desejando, e eu sabia que não era simplesmente excitação corriqueira, era tesão para sexo. Sim, eu estava certa que meu filho queria fazer sexo comigo !!! Eu estava apavorada, pois eu era religiosa e sabia que incesto é pecado e que além do mais como fica o respeito, eu sou mãe dele, não sou uma vadia qualquer. Tudo tem que ter limite. Pensei bastante e chamei meu filho pra conversar, expliquei a situação e ele me confessou que queria mesmo fazer sexo comigo. Eu fiquei num misto de tesão e horror. Ele me implorou pra fazermos sexo, e eu com jeito disse que não que não poderíamos, pois iria estragar nossa relação de mãe e filho, e que era errado. E ele me veio com uma, ele disse que no início do mundo pra povoar a terra parentes tiveram que se relacionar, irmãos com irmãs e tudo mais, por que ele não podia ter uma única relação sexual com a própria mãe !? Eu fiquei na dúvida, meu filho tinha razão. Comecei a pensar, se só uma vez de repente não teria grandes problemas. Mas eu conheço meu filho e sei que ele não vai se satisfazer em transar comigo só uma vez, ele vai querer muitas e muitas mais até eu ser amante dele. Eu estava desesperada com relação a isso. Até que um noite eu fui mexer no computador e sem querer achei umas fotos em montagens minha e do meu filho, nos beijando, transando em diversas posições eram tão perfeitas as montagens que qualquer pessoa poderia dizer que eu realmente transei com ele e tiramos as fotos. Fiquei furiosa e gritei com ele e disse que isso era o que ele queria comigo, fazer a própria mãe de mulher, me usar pra sexo eu disse a ele: POXA JUNIOR EU TO DECEPCIONADA COM VOCÊ, POXA EU SOU SUA MÃE, E VOCÊ NÃO ME QUER COMO MÃE E SIM COMO SUA MULHER, VOCÊ ME QUER PRA SEXO MEU FILHO, ESSAS FOTOS SÃO FALSAS, MAS QUALQUER PESSOA QUE OLHAR VAI ACHAR QUE EU E VOCÊ TEMOS UM CASO, SE SEU PADASTRO VER ISSO? VAI ACHAR QUE EU E VOCÊ TRANSAMOS NA AUSENCIA DELE. Eu chorava de raiva e de nervoso, comecei a mexer nas coisas dele e achei um caderno que ele escrevia tudo ali. E Achei fotos minhas de biquíni e relatos escritos como se eu tivesse contando as minhas transas como meu filho e sentei na cama dele e comecei a ler, e meu filho me disse pra parar de ler pois eu ia me escandalizar, aí que eu quis ler as coisas horrorosas que meu filho devia ter escrito ali. E eram mesmo, era como se eu tivesse escrito e contando das minhas transas com ele, dos locais onde fazíamos dos tais era a minha cama, no sofá da sala na cama dele, em cima da mesa de jantar e as roupas ? Pior ainda, ele descrevia minha roupas de ginástica e eu usando pra provocar ele e que essa era a minha única razão de usar essas roupas coladas e de lycra ou suplex e que algumas era pra fazer sexo com ele, tipo um maiô azul que eu comprei pra usar com meu marido na viagem a Santa Catarina que não aconteceu por problemas de trabalho e meu filho descreve que eu comprei pra excitá-lo e depois fazer sexo com ele na minha cama a noite toda. E muitas outras coisas, até que fizemos sexo durante um dia inteiro, coisas absurdas que eu como mãe estava tendo de ler, que meu próprio filho escreveu ter vontade de realizar comigo. Fantasias e mais fantasias sexuais, uma mais pervertida que a outra, que ele descreve já ter realizado comigo. Eu comecei a chorar e eu não podia acreditar que meu filho sentisse tanto tesão por mim e tanta vontade de fazer sexo comigo da maneira dele, realizando as fantasias dele. Enxuguei as lágrimas e me tranquei no meu quarto com o caderno do meu filho e digo uma coisa a vocês eu li tudo o que estava escrito, eu precisava saber tudo o que ele pensava de mim e queria fazer comigo. Depois de muitas horas chorando e lendo as perversidades do meu filho, eu enxuguei as lágrimas, tomei um banho e no chuveiro eu tomei uma decisão, coloquei o maiô azul, que ainda estava com a etiqueta de nunca ter usado, coloquei meu penuar de lycra verde e fui falar com meu filho ele estranhou minhas roupas e disse a ele: VOCÊ ME QUER DESTA FORMA ? NÃO É ? VOCÊ RELATA MUITAS TRANSAS NOSSAS EU USANDO ESSE MAIÔ E ESSE PENUAR ! PRESTA A ATENÇÃO JUNIOR, VOCÊ RELATA QUE ME QUER COMO MULHER, PORQUE COMO MÃE EU SOU MUITA CHATA E AUTORITÁRIA, E AINDA VOCÊ QUER ME COLOCAR NO MEU LUGAR QUE É GEMER E TE PEDIR PRA METER MAIS FORTE, ESSA É A SUA MAIOR FANTASIA,SEU MAIOR DESEJO, ME POSSUIR E VOCÊ AINDA DIZ MAIS QUE QUER SER MEU MARIDO. JUNIOR, SER MEU MARIDO PRA FICAR O DIA INTEIRO TRANSANDO COMIGO, É ISSO QUE VOCÊ ACHA QUE SERÁ A NOSSA VIDA ? SEXO O TEMPO TODO ?! POIS É O QUE SERÁ, NÃO ÉISSO O QUE VOCÊ QUER ? NÃO SOU MAIS SUA MÃE, SOU SEU OBJETO SEXUAL... e comecei a chorar eu estava tentando ser forte e dar uma lição nele, mas eu tava muito nervosa, fomos para meu quarto e Junior tirou toda roupa e me assustei com o tamanho do pau dele, tem 22 cm por 4cm é grande, é enorme e duro, grosso demais. Começamos a nos beijar, senti algo estranho, eu estava excitada, deitei na cama e meu filho por cima de mim e colocou o maiô de lado e começou a querer me penetrar, mas era muito grande o pau dele e não conseguia entrar, ele se deitou então de barriga pra cima e eu fui por cima dele, fui sentando aos poucos, mais era muito grosso e tava me rasgando a buceta, eu chorava de nervoso e pedia pro meu filho desistir daquela loucura, mas ele não quis parar e me forçava pra baixo e mais eu sentia dor, ele colocou as duas mãos na minha bunda e me empurrava pra baixo pro seu pau entrar logo dentro de mim, eu gemia e dizia pra ele ter calma e meter devagar. Eu disse que o pau dele era grande, grosso e muito duro, que parecia uma tora e meu filho se excitou mais ainda, com muito custo eu me acomodei com o pau do meu filho todo dentro de mim. Estava com a buceta toda alargada, Junior me mandou CAVALGAR que nem as atrizes de filme pornô, eu voltei a chorar pois eu não podia acreditar, eu devia estar louca, eu estava fazendo sexo com meu próprio filho e cada vez que ele metia em mim eu sentia muito prazer e ao mesmo tempo remorso por estar me rebaixando a nível de uma vadia, de uma prostituta. Meu filho se deliciava comigo, ele dizia que eu era maravilhosa, que o nosso sexo era o primeiro de muitos. Aos poucos eu gemia mais alto até que comecei a gritar e dizer pro meu filho Junior meter mais forte. Eu estava fora de mim, e nunca gozei tanto na minha vida como no pau do meu filho. Fizemos em todas as posições até voltarmos para a mesma inicial quando senti Junior ofegante e senti jatos de esperma dentro de mim, muitos jatos,minha buceta ficou cheia do esperma do meu filho. Aos poucos saí de cima, me senti aliviada e saciada e meu filho me colocou abaixada na sua frente e me pediu pra chupar o pau dele, senti um nojo terrível, mas tava no clima e chupei meu filho segurou nos meus cabelos e empurrava minha cabeça contra seu pau, fez isso durante alguns minutos até despejar muito esperma na minha boca, cheguei a me engasgar e a engolir muito esperma dele. Minha cara tava toda gozada, minha boca, minha língua e até meu maiô estava gozado. Minha vagina estava toda melada cheia com esperma do meu filho Junior. Eu me olhei no espelho e me senti mau, senti muita vontade de chorar, olhei pro meu filho, que se deitou na minha cama completamente desarrumada por causa do nosso sexo e me perguntou quando ele poderia trazer as roupas dele pra colocar no mesmo armário e ocupar o lugar dele de meu marido. Mas ainda tem meu marido,que aos poucos fui me desinteressando por ele e aumentando a cada dia mais minhas transas com meu filho. Eu havia me tornado amante, mulher do meu filho, por mais que eu tentasse eu não consegui parar de fazer sexo com meu filho. Era muito bom ele me atraía de uma forma mágica. Me separei do meu marido de uma forma meio chata, ele me flagrou na cama transando com meu filho, arrumou as coisas dele foi embora. Daí eu e Junior transávamos dia e noite. Até que o inevitável aconteceu, enjôos e mau estar e fui no médico e estava GRÁVIDA, aí meu mundo caiu, grávida do meu filho,comecei a ficar quase louca o q eu eu tinha feito com minha vida e com a do meu filho, vivíamos como uma casal e tínhamos um filho agora e como poderia fazer pra ser mos mãe e filho normalmente, não podíamos era fato, eu engravidei e o pai do meu filho era meu filho Junior, chamei ele e tivemos uma conversa séria e resolvemos ter esse filho e moderarmos mais nossas vidas se queríamos ser um casal, então teríamos que ser um casal maravilhoso para nosso filho. Pois é o tempo passou e tivemos nossa filha ela se chama Sophia e hoje em dia tem 24 anos é uma moça linda, se parece muito o corpo com o meu, e o rosto e o jeito de ser é do Junior, é formada em Fisioterapia e está namorando um rapaz muito bonito e pretendem se casar ano que vem, Sophia sabe que ela é fruto de uma relação Incestuosa, mas respeita, e mantém em segredo e demos muito amor e carinho a ela, o que é o principal eu e meu filho Junior completamos Bodas de Prata, sou um casal como qualquer outro, as vezes me esqueço que ele é meu filho. Na maioria das vezes o trato como meu marido, meu homem ! Somos quentes na cama, até hoje, fazemos sexo todas as noites, ficou chateada por não ter tido outros filhos, fiquei com medo de terem problemas consangüíneos, graças a deus Sophia saiu perfeita e saudável, só tivemos um probleminha com ela quando ela tinha 15 anos, ela se apaixonou pelo pai e Junior que não é bobo se aproveitou disso, um dia chego em casa e a casa toda fechada e ouvi gemidos vindo do meu quarto e cheguei na porta e vi Sophia cavalgando no pau do pai (meu filho Junior) ainda bem que fizeram algumas vezes e pararam, eu tinha medo que minha filha engradasse dele como eu engravidei. Mas tudo acabou bem. Somos uma família maravilhosa e feliz.
Viram só gente, isso é uma história mó dificil de acreditar, parece mais ficção, pra vocês né, mas como eu já vivi e já passei por muita coisa na minha vida e ainda passo até hoje acreditei em cada palavra que aquela pobre coitada ou não, estava sentindo, e resolvi contar pra vocÊs. Se vocÊs acreditam ou não é problema de vocês pütos, ela só pediu pra não falar pra ninguém isso, então fiquem quietos seus chüpa rölas :P (Não temos piada do dia hoje, quem sabe no próximo conto gente :D aguardem, pois ainda tenho ótimas de tësão pra contar, só que agora não consigo me lembrar de nenhuma., então Bom dia pra vocÊs, vo sair.) E como eu sempre digo e vou sempre dizer: COMENTEM!!!! HUAHUAHUAHUA!! VO TE PEGAR!!!!! FUI!!!!!!!!!!



Gostou? Então Compartilhe!