RSS contos eroticos

Conto Erotico Sogro safado

O sogro safado

eu sou antonio 65 anos moreno e vou lhes contar o que aconteceu comigo,quando eu tinha 40 anos.nessa época eu era um professor da rede publica tendo um porte não muito atraente era já bem barrigudo.tudo aconteceu quando meu filho o antunes se casou com a daniele, uma garota atraente de seios fartos e bumbum arrebitado com seus 20 aninhos.
depois do casamento devido ao tamanho da minha casa eles foram morar lá, o antunes trabalhava de pedreiro, e a daniele ficava ajudando a ana, minha esposa nas tarefas domesticas. o trabalho do meu filho era muito cansativo, chegava em casa e ainda tinha que dar conta da esposa que era um fogo só.com o passar do tempo o antunes não podia mas dar conta da mulher, que se tornava uma mulher carente. certo dia quando chegava do supermercado vi ela conversando com o filho do vizinho o betinho, achei estranho mas fiquei na minha. depois de presenciar outros momentos decidir conversar com ela e ela me disse que não era nada de mais. uma noite fui beber agua e escutei meu filho dizendo que não queria e estava cansado e deixase pra outra noite, mas ela disse já faz semanas que vc diz isso e nada.
depois disso comecei a notar a minha nora e a ver como era gostosa, ela andava pela casa só de roupa de dormir, isso me levava a loucura, um dia não suportei e disse que ela ia acabar me matando do coração, ela logo respondeu que eu a respeitasse e ficou com a cara feia por uma semana,mas continuava usando as mesmas roupas. um final de semana fomos a praia para casa da família. logo que chegamos a daniele foi logo vestido um biquíni preto que ao ver fiquei louco ela foi logo para a praia e eu também decidi ir e só ficava de longe observando aquela beldade. quando voltei para a casa de praia notei que meu filho não estava nem a minha esposa e perguntei a empregada o que tinha havido e ela me disse que eles esqueceram algumas coisas e voltaram para pegar, e que só voltariam no outro dia pois não dava tempo de chegarem ate o anoitecer, nisso pus o meu plano em ação disse a marian minha empregada que poderia sair e dar uma volta pela praia e só voltasse a noite quando eu ligasse e a chama-se e pedi para ela não dizer a ninguém pois seria recompensada,ela aceitou na hora. quando a daniele chegou notou que seu querido marido não estava e foi tomar um banho com a água da mangueira ao ver aquela cena não resistir e pedi para ela me ajudar com a janta ela do jeito que tava foi ao fogão ver o que eu estava preparando e me perguntou qual era a janta de hoje eu disse que primeiro era uma sopa depois ela, coisa que me respondeu me respeite seu velho safado e respondi
_ velho safado sim mas com o pau duro doido por sua buceta
_ não diga isso!
nesse instante botei meu pau pra fora cor de chocolate e a agarrei e peguei na bucetinha branquinha dela, num lace arranquei a parte debaixo e depois a de cima a deixando nuazinha, nisso ela conseguiu correr e quando esta va perto da escada peguei-a por trás e comecei a beijar o pescoço dela e pegar nos biquinhos dos peitos, ela mandava eu parar mas eu continuava ela chorava pedido para parar mas quando coloquei a mão novamente na bucetinha dela tava toda molhada nisso disse vc vai ter o que quer deitei-a de costas na escada com o bumbum empinado e comecei chupar a bucetinha e o cuzinho, quando vir que estava pronta enfiei tudo sem dó na xotinha dela que de repente começou a rebolar. nisso não agüentei e gozei, depois fiz ela chupar meu pau e limpa-lo ela não queria mas disse chupei sua buceta vc vai ter que chupar o meu pau, então chupou coisa que nunca tinha feito, depois comi o cuzinho e o arrombei, depois nos ageitamos ela chorou. mas no outro dia tava como uma cadela doidinha por mais.