RSS contos eroticos

Conto Erotico Submissa da mãe

Olá, espero que gostem desse meu conto, que aconteceu em meados de 2000. na época eu tinha 16 anos, loira, 1,68m, olhos claros, sempre fui bem bonita, sempre chamei atenção de homens e mulheres, principalmente por causa dos meus seios, usava sutien 54, eu era muito peituda. na época eu tinha um namorado, gostava muito dele, e por um descuido de ambos, acabei engravidando. ele falou que ia me dar apoio, ficou a gravidez inteira comigo, falando que logo iríamos casar. minha gravidez foi totalmente normal, com meu namorado sempre me apoiando. nosso filho nasceu, muito saudável, estávamos super felizes.após isso, comecei a ter leite nos seios, com isso, meus seios passaram de grandes, para gigantescos, passei a usar sutien 62, estava muito peituda, chamava mais a anteção. meu namorado era super ciumento, não gostava que os outros ficassem me olhando, principalmente para meus seios. nosso filho já estava com 4 meses, e um belo dia, saio de casa e vejo o carro dele parado em uma outra casa. fico só esperando, e de repente eu o vejo saindo com uma garota, muito mais velha, de mão dadas, no maior chamego, aquilo me atingiu muito. fui correndo tomar satisfação. ele simplesmente me disse que tinha achado uma garota realmente madura, e que não me queria mais, nem mesmo o nosso filho, me mandou sumir da vida dele. aquilo foi como um tiro no meu coração. eu fui embora chorando, desesperada. é aí que a minha mãe entra na história. ela tinha 40 anos, 1,75m, corpo super malhado, bunda grande gostosa e seios gigantescos iguais aos meus. meus pais eram separados e eu não sabia o real motivo disso.depois da minha desilusão amorosa, eu fiquei dias chorando, não queria fazer nada, minha mãe sempre me dava apoio, mas parecia que ela estava ficando cansada da situação. minha mãe sempre foi muito mandona.um dia ela chegou em casa com uma calça de couro preta que realçava muito sua bunda, e com top preto também, que deixava seus seios maiores ainda. pra variar, eu estava chorando. ela chegou e disse, filhinha pare de chorar, por favor, eu não consegui fazer isso. um grande erro.ela veio em minha direção, eu achava que ela ia me abraçar, e então ela me deu um forte tapa no rosto e disse: sua puta, eu não mandei você engravidar, agora você vai ficar chorando ? mas não mesmo. eu vou te endireitar sua biscate. mas mamãe, porque você estava falando assim comigo ? mamãe ? você ? ela me deu outro tapa e disse : de agora em diante, você só me chamara de senhora de rainha, eu ordeno isso.mas mãe.(outro tapa), senhora. desculpe senhora, mas não to entendendo nada. então ela me explicou tudo. ela era uma dominadora, sempre foi, meu pai era seu escravo, mas ele não agüentou e por isso ela mandou ele ir embora. de agora em diante, você é minha putinha, vagabunda, e não questione, você fará tudo o que eu quiser. eu sabia que aquilo era errado, mas acho que devido ao meu estado emocional, eu acabei aceitando.então ela começou a me dominar. ela ficou bem na minha frente e tirou o seu top, eu já achava que os seios dela eram grandes, mas quando ela estava na minha frente, eles pareciam enormes. num rápido movimento ela pegou a minha cara e colou bem no meio dos seus seios.ela era muito peituda, usava sutien 56, e começou a pressionar os seios na minha cara. eu ia ficando sem ar. ela estava me sufocando com os seus peitos. minha mãe ficava rindo da situação e dizia: você gosta dos seus seios né vaquinha, então prove um pouco dos meus. eu não conseguia tirar a cabeça, que sumia no meio dos seios de minha mãe. estava sendo sufocada pelos seios de minha mãe. até que vendo que não estava agüentando, ela me soltou. depois disso, ela tirou a calça, e eu tive uma visão maravilhosa, uma buceta depiladinha, bem carnuda. minha mãe disse: me chupe agora sua vaca. eu fiz uma cara de nojo e ela me deu outro tapa na cara. ela ordenou dinovo e então eu obedeci.caí de boca nela, chupava muito, bem forte, eu nunca tinha feito aquilo, mas estava gostando. minha mãe ficava se retorcendo, mandando que eu chupasse cada vez mais forte. eu ia obedecendo. chupei muito a minha mãe, fiquei ali quase uma dez minutos. de tanto eu chupar, minha mãe acabou gozando. gozou tudo na minha cara, me melou inteirinha. minha mãe agradeceu por te-la feito gozar e disse que agora seria a minha vez. ela foi ao seu quarto e quando voltou, estava com um consolo acoplado a uma cinta em sua cintura. ela ordenou que eu chupasse um pouco. obedeci na hora. depois disso ela ordenou que eu deitasse na sua cama. quando fiz isso, minha mãe veio por cima de mim, colocando seu consolo bem no meio de meus peitos. começou a fazer uma espanhola em mim, e como eu estava com os peitoes bem cheios, não demorou para que saísse leite. eu estava toda lambuzada, não parava de sair, jorrava muito e minha mãe continuava em cima de mim. minha mãe disse: agora q meu consolo esta lubrificado com seu leite, eu vou te fuder sua putinha. eu achava que ela iria na minha buceta, mas de repente, com uma estocada só, ela enfiou no meu cuzinho. eu dei um grito, quase não agüentei a dor, pois eu era virgem de anal. minha mãe disse: calma filhinha, você vai gostar, hahahaha, que cuzinho apertado filhinha. eu não estava agüentando, mas ia acostumando com a dor. minha mãe ficou ali um bom tempo, eu não parava de gritar, então ele decidiu parar. eu estava exausta, estirada na cama. minha mãe ainda tirou o consolo do meu cuzinho e enfiou na minha boca, para uma ultima chupada. hoje minha filha tem 3 anos, mas eu ainda sou submissa a minha mãe e principalmente aos seios dela. faço tudo o que ela manda e se eu não obedeço, ela logo vem com seus peitoes em minha cara. sou mais que uma filha, sou uma escrava. espero que tenham gostado, quem quiser saber mais mande um e mail para karlazinha03@bol.com.br, adoro trocar relatos. aguardarei contatos. beijo