RSS contos eroticos

Conto Erotico Tesão pela enteada

Sempre tive tesão pela minha enteada. Por incrível que pareça, quando ela tinha uns 10 ou 11 anos, notava uns olhares estranhos da parte dela. Notava que ela estava olhando pro meio das minhas pernas, quando sentava só de calção na frente dela ela ficava olhando pra ver se enxergava alguma coisa, e por aí vai. De minha parte, eu ia acompanhando aquela menina crescer, se tornar mulher. Um acontecimento que me marcou, foi quando ela tinha uns 12 ou 13 anos, passei pelo quarto dela, e ela estava dormindo só de calcinha, com a bundinha pra cima...fiquei uns quantos minutos admirando aquela bundinha, quase bati uma punheta ali mesmo, mas achei melhor não, pois a mãe dela, minha mulher, estava dormindo no outro quarto. Por descuido dela, às vezes eu via seus peitinhos pelo lado da camisa e adorava..os biquinhos bem rosados, lindos. E o tempo foi passando, ela virou adolescente. Com 17 anos, era uma linda mulher. Peitos pequenos, bunda grande, e não era magra nem gorda. Às vezes colocava umas calças dessas bem grudadas, e demarcava bem a bundinha dela..uma loucura. Na frente também ficava repartidinho às vezes, e eu imaginava tudo. Ficava pensando "tenho que dar um jeito de comer essa menina", mas a falta de coragem não deixava eu me aproximar. O tempo passou mais um pouco..certo fim-de-semana, a mãe dela viajou, e eu pensei "é agora ou nunca, mas como fazer"? Não tinha jeito de eu simplesmente chegar e seduzí-la. Resolvi fazer uma loucura. Consegui com um amigo meu um poderoso sonífero (não divulgarei aqui o nome para não induzir as pessoas a fazer o mesmo, o que fiz foi uma total loucura). Quando fomos jantar à noite, só eu e minha enteada tesudinha em casa, me ofereci para servir o refrigerante dela na cozinha - já estava com o compromido transformado em pó num saquinho no meu bolso - e virei tudo no copo dela...mexi bem, olhei contra a luz, não tinha como ver nada de estranho. Levei pra mesa...e fiquei esperando..ela tomou todo conteúdo do copo..ao terminar de comer, uns 15min depois, ela já estava se queixando de sono, e foi para o quarto. A estas alturas meu pau já pulava dentro da calça "é hoje" eu pensava. Deixei passar mais ou menos meia hora. Fui até o quarto dela, entrei vagarosamente, e percebi que estava em sono profundo. Chamei seu nome umas 3 ou 4 vezes, nem sinal dela ter ouvido. Sacudi, cutuquei, nada...tomei coragem, virei ela pra lá e pra cá, nada, continuava dormindo. Agora sim, chegava minha hora. Ela estava com um shortinho e uma camiseta, uma roupa bem despojada de andar em casa. Aproveitei..passei a mão nas coxas dela, eram bem sedosas e lisinhas...com finos cabelinhos loiros nas coxas, uma delícia. Pensei mais uma vez antes de cometer o crime (sim, é um crime, pra quem não sabe), mas fui em frente. Abri o botão do shortinho dela, desci o ziper. Fui puxando pelas pernas e desceu. Revelou uma calcinha branca com detalhes cor de rosa. Meu deus, meu pau chegava a pulsar, tava quase gozando. Nem tirei a camiseta dela..só levantei e levantei o sutiã também pra cima..seus peitinhos são bem pequenos, com mamilos saltadinhos pra fora..cheguei bem perto, comecei a lamber aqueles mamilos, morder e colocar na boca, chupar bem forte, e ela nem sinal de acordar. Beleza. Arriei meu calção e coloquei meu pau pra fora. Tava apontando pro teto, a cabeça vermelha, quase roxa, de tanto tesão. Esfreguei meu pau no rosto dela, abri um pouco a boca com uma mão, e coloquei a ponta da cabeça dentro da boca..ai delícia, nessa hora quase jorrei porra na boquinha dela, mas me contive. Desci a calcinha dela, e revelou uma bocetinha bem peluda, e com os lábios bem perfeitos. Abri bem as pernas dela e olhei bem..a menina era virgem ainda. Aproveitei e lambi bem aquela bocetinha linda, lambi, suguei, senti bem o gosto..tive impressão que ela estremeceu um pouco nessa hora, mas continuei. Virei ela de bruços. Vou ter que gozar no cuzinho, não vou desvirginá-la - pensei. Passei um pouco de creme hidratante no cuzinho dela e enfiei um dedo..entrou como faca quente na manteiga. Me posicionei totalmente em cima dela, e posicionei o pau na entradinha do cu dela...fui colocando devagarinho. Como era bom..comecei bem devagarinho, e aumentei a velocidade. Não demorou um minuto e gozei copiosamente dentro do cuzinho dela, enchi de porra mesmo. E foi isso...limpei bem o cuzinho dela, vesti como estava antes, e deixei-a dormir. No outro dia, acordou toda sonolenta "nossa, como eu dormi..tive um sonho tão bom"..acho que não percebeu nada. Se percebeu, gostou.