RSS contos eroticos

Conto Erotico Vida de Incestos - Cap. 5 - A cabana -

Ele disse: não me digam que esta rolando uma festinha particular aqui e ninguém mim convidou! Eu prontamente o chamei para participa e ele veio rindo e disse que eu era muito safadinho e que o seu pai era pior ainda, ele subiu na cama pelado e já com o pau duríssimo, então comecei de novo mais agora era duas pica, eu tentei colocar as duas na boca mais não deu, enato fique só trocando uma depois a outra, mais o melhor foi que quase rolou uma penetração dupla só que não deu muito certo então fique chupando o meu avô enquanto o meu pai me comei, depois meu avô pegou meu pai e eu fique chupando o pau dele, depois eu cavalguei nos dois, foi muito bom àquela noite mais o piquenique ia se melhor... De manhã eu acordei os dois chupando o seus pênis, meu avô demorou um pouca mais meu pai logo acordou, então fomos arrumar tudo para o passeio, chegamos na cachoeira por volta das 11:00 Horas da manhã, meu pai foi arrumar a churrasqueira e eu e meu avô fomos tomar muito banho, o velho foi logo tirando a roupa toda ficou peladinho então eu falei tá doido alguém pode aparece aqui e ele falou para não se preocupa, pois ninguém sabia daquele lugar, era um lugar secreto que só ele e o meu pai sabiam, já que era assim também tirei a minha roupa rapidamente e o meu avô não parava de olha para o meu pinto, entramos dentro d´agua e ele ficou fazendo brincadeirinha bobas mais muito excitantes, primeiro ficou mim agarrando por trás eu podia senti a sua pica dura mesmo na água querendo entra no meu buraco, depois começou a passa a mão no meu pinto quase que me masturbando, depois meu pai entro na água e foi ai que a sacanagem começou, ele disse que queria mim mostra um lugar secreto então comecemos a nadar em direção a um matagal, mais logo o meu pai afastou todos o os seu braço forte e eu e meu avô só olhando aquela cena, andamos mais um pouco mato a dentro e chegamos em um cabana, o meu avô logo lembrou-se que era lá que ele trazia o meu pai quando ele queria transa... Entramos na cabana era ate arrumada tinha uma mesa algumas cadeiras e uma cama de casal, meu pai logo se deitou na cama e ficou com a bunda arrebitada e falou que queria que eu o comece, eu achei tudo aquilo muito magico meu pai querendo da sua bundinha para mim, então meu avô falou que tinha sido aqui onde o meu pai o tinha comido pela primeira vez, então meu pai queria me da a experiência que o seu pai o deu quando tinha a minha idade, aquilo tudo mim deixava com mais tesão ainda então cai de boca (literalmente) naquele buraquinho, meu pai rebolava muito enquanto eu o lambi, depois eu comecei a penetração meu pai delirava de prazer, eu o comi de varias posições de quatro, frango assado , de lado, na mesa e na cadeira e o meu avô olhava tudo com se estivesse gravando tudo, depois na hora de gozar meu pai botou o pênis na boca e engoliu todo o meu esperma, foi muito bom quanto já estava na hora de ir embora, o meu pai se abaixo na cama e pegou um grande baú, o meu avô só deu uma risada, então eu perguntei o que havia dentro do baú, o meu pai disse que era uma surpresa para o meu aniversario que por sinal só faltava dois dias, fiquei morrendo de curiosidade mais não faltava muito... Depois do almoço voltamos para casa ir caímos na cama, os três juntos, mais estávamos muito cansados e então não rolou mais nada, pelo menos não naquela noite... Continua! Obrigado galera pelos comentarios e me desculpem por não tem postado antes...
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.