RSS contos eroticos

Conto Erotico Fiz com a minha avó!

Olá meu nome é janete, e estou aqui para contar o meu caso mais recente com a minha avó. ultimamente minha avó tem me visitado com muita frequëncia, mas um dia eu sai do banho completamente pelada e tinha acabado de depilar meu grelhinho.
quando eu cheguei no meu quarto minha avó estava lá, eu fiquei envergonhada mais não dexei parecer que estava, abaxei para a minha calcinha na gaveta, minha vó comentou logo em seguida, que vagina linda você esta janete, eu lembro quando você era mocinha não consiguia acolher nem um dedinho de moça, agora olha que grandona que sua vagina está! está muito bonita, parabéns! janete você ainda é virgim, eu com a sua idade já tinha perdido faiz tempo nos meus tempos de escola, mas aqueles tempos eram outros, o sexo tinha mais sabor mais tesão.
eu fiquei envergonhada com oque minha avó me disse, nem sabia oque dizer, mas acabei por agradece-la pelos concelhos que me disserá. e acabei dizendo para ela que eu não era mais virgim, minha avó sorrriu contente e disse, sua malandrinha!.
mas eu só pedi para ela não contar nada para minha mãe e para meu pai, e ela concordou e disse que isso era assunto de mulher.
eu estava ficando exitada com oque minha avó me dizia, porque ela era uma mulher mais experiente e sábia, eu perguntei para ela se ela gostava de fazer sexo ainda, ela me disse bravamente, com seu avô não mais, estou fazendo com um homem que conheci no açougue, aquele sim sabe como tratar uma mulher na cama!
eu fiquei meio sem oque dizer em saber que minha avó estava trainda meu avô. minha vó perguntou, você esta tendo relações sexuais frequëntemente? eu disse para ela que não estava fazendo o quanto devia, ela me olhou estranhamente e veio em minha direção e apalpou minha xana e disse que estava muito macia e bonita, isso me encheu de tesão, e minha avó tirou os peitos para fora e disse que eles pareciam novos como uma moça de 20 anos, e eu apalpei e percebi que estavam durinhos e impinadinhos, e minha vó colocou meus peitos para fora e começou a apalpar meus peitos elogiando-os dizendo que estavam muito belos. eu como estava com muito tesão pedi pra que ela me mostrasse a xana dela pois eu estava curiosa em saber como era a xana dela, ela não hesitou, abaxou as carçolas e a calcinha, eu fiquei impressionada, era uma xana grande com pelos brancos e grisalhos mais com o penteado chanell, eu perguntei para ela se eu podia apalpar, ela disse que sim, eu logo coloquei minha mão na xana dela e pude sentir que era macia e flácida, era muito estranha a sensação, logo começei sentir que ela estava ficando exitada e sua xana foi ficando molhada, ai eu aproveitei numa tentativa de satisfaze-la enfiei meu dedo na xana dela, ela soltou um gemido antiquado de prazer, e levemente tirei o meu dedo, e fui me aproximando com minha boca, e logo começei a chupar a xana dela, minha avó gemia como uma mulher perdendo a virgindade, logo ela começou a molhar a minha boca mais não parei de enfiar minha língua na xana dela, ela foi ficando louca de prazer, logo ela disse que era a veiz dela e me deixou de 4, e disse que iria me exitar como nunca, ela uma das mãos e começou a enfiar em minha xana e com o dedo indicador da outra mão ela enfiava em meu cú, eu estava ficando loca com uma mão dentro de minha buceta e um dedo massageando meu cú, logo começei a gemer cada veiz mais alto e quanto mais eu gemia mais ela enfiava, logo ela começou a colocar mais dedos em meu cú, até enfiar a mão toda, ela estava com os dois braços dentro de mim e estava cada veiz enfiando mais, eu já tinha gozado no braço todo dela. más sem ninguém meu avô chegou e disse no corredor, vamos imbora bete, e minha avó logo tentou tirar suas mão de mim, mas não deu tempo, meu avô viu tudo e disse, quanta poca vergonha!, ele logo disse para minha avô que não queria mais nada com ela, pois que vó que tem relações com uma neta, minha avó não ficou expantada, os dois foram embora para sua casinhola, e lá eles tiveram uma discussão e acabaram tudo, meu avô se mudou para um apartamento, más ele não disse nada para minha mãe nem para meu pai, mas de vez enquando minha avô vem me visitar, mas não toca mais no assunto, como se não tivesse ocorrido nada. mas mesmo depois do ocorrido eu não me considero lésbica, pois eu gosto mesmo é de homens.