RSS contos eroticos

Conto Erotico Dando pro sogro e o namorado da minha prima!!!

.
oi,meu nome é patricia tenho 18 anos e esse é meu primeiro conto.sou morena clara,1,65m e 58kg,tenho bumbum avantajado e coxas grossas,seios médios durinhos e impinados.o q vou relatar aconteceu no mês passado.
minha prima nathalia(nome fictício por medida de segurança),tem um namorado chamado bruno(fictício tb),ele é bem tesudinho,tem coxas grossas,bumbum grande e braços bem musculosos.
no dia 30 de outubro rolou uma festinha pra comemorar o aniversário da sobrinha dela q tinha completado 2 aninhos.decidi ir mais cedo pra ajudar minha prima com os preparativos da festa.lá pelas 6 da tarde subi e fui tomar um banho e me arrumar,pois alguns convidados já tinham chegado.como sou mulher,demorei uma hora e meia pra me arrumar,e quando desci as escadas,o sogro da minha prima(seu nome é roberto) estava sentado numa poltrona bem ao pé da escada.ele é um tipão e logo me chamou a atenção.alto,branco,cabelos curtos,sem barriguinha de cerveja,um rosto muito bonito,uns braços grandes,coxas bem torneadas,um verdadeiro tesão,usava uma camisa branca social,calça bege,sapatos e cinto marrom escuro,estava lindo.eu usava um vestidinho preto não muito curto,mas q deixava minhas pernas à mostra,um pretinho básico,tomara-que-caia,o q deixava minha tatuagem bem a vista,uma fadinha na minha nuca,estava com os cabelos soltos e uma sandália de salto bem alto e muito fino.
ao passar por ele ele me fitou e sussurou no meu ouvido:
"nossa vc é muito gata"e eu confesso q retribuí o elogio com um sorriso meio malicioso e segui pra cumprimentar minha familia que já havia chegado.notei q ele ficava me olhando discretamente,de vez em quando passava por mim e dizia "esse seu vestidinho tÁ me deixando louco" e "quero fazer sua fadinha voar",(já estava ficando excitada),mas eu,muito 'timida',não falava nada,apenas retribuía aquele olhar discreto,mas um olhar q queria jogar meu vestido bem longe,e me deitar numa mesa de festa em meio aos salgadinhos e docinhos servidos por lá e me comer ali mesmo.e assim foi a festa inteira.olhadas pra minhas pernas,frases que me deixavam encabulada,até q subi as escadas pra pegar alguma coisa no quarto da minha prima e quando voltei ele tinha ido embora.fiquei desapontada,+ bruno (o namorado da minha prima)disse q ele queria meu telefone,e me convidou pra ir passar o próximo fim de semana na casa de praia deles.
dois dias depois minha prima me liga e diz q quer q eu vá com ela pra casa de praia deles,pois ela é muito tímida e tem vergonha d ficar só com eles e disse q comigo lá ela iria ficar mais à vontade.fiquei meio encucada pensando se ela estava sabendo d alguma coisa,mas ela era muito séria e não ia admitir esse tipo d coisa.
na sexta feira à tarde peguei o carro e fui até a casa dela,apanhei-a e fomos pra casa de praia deles,pensando q iria ter um mundo d gente lá,mas quando chegamos,notamos que só havia seu namorado seus pais e seu irmão danilo,d mais ou menos uns 15 ou 16 anos.roberto me cumprimentou com uma largo sorriso e disse que estava feliz que nós tivessemos ido.jantamos normalmente e fomos dormir.a casa deles é extremamente grande e bonita,como tinha 5 quartos,ficamos cada um em um,mas nathalia dormiu com bruno e eu fiquei sozinha num dos quartos.
de madrugada após um sonho ruim,resolvi descer e tomar um copo de agua.estava com uma camisola fininha rosa e com uma calcinha bem pequena fio dental,ao chegar na cozinha,roberto estava lá meio q me esperando,com uma cueca samba canção preta de seda e sem camisa,deixando aqueles musculos todos ao vento,fiquei paralisada ao ve-lo,+ já era tarde demais pra dar meia volta,pois ele já me vira.dei um "oi" pra ele,"apenas um oi?",ele me disse e chegou mais perto de mim,senti seu pau já duro roçar no meu bumbum,e dei um saltinho de susto."o que vc queria q eu t desse alÉm de um oi?",disse me virando e encarando-o."vocÊ me deixa louco sabia,quero vocÊ todinha,inteirinha sÓ pra mim,quero vocÊ e quero agora!",aquelas palavras me fizeram ficar toda molhadinha,enquanto falava,ele me tocava,apertava de leve os meus seios,alisava meu bumbum,e eu dava suspiros em seu ouvido."ai,tio pÁra por favor,alguÉm pode nos ver,sua esposa estÁ lÁ em cima dormindo,pode chegar a qualquer momento",mas a minha vontade era de arrancar as minhas roupas e fazer ele me comer ali mesmo."ela não vai nos ver,vamos pro seu quarto" e me agarrava cada vez mais,enfiava sua mão por dentro da minha camisola e acariciava meus peitinhos com uma mão,e com a outra abaixava sua cueca,e me sentou em uma das cadeiras."olha o que vc faz comigo"disse ele ao me mostrar aquele pau enorme que estava pulsando e sem pensar agarrei-o com força e comecei a chupá-lo."isso chupa vai minha putinha safada,minha vagabunda,chupa...isso...estou adorando...me mostra do que vc É capaz...isso...hummm...puta safada...cadela...",eu aumentava o ritmo daquela chupada,quando ele anunciou que ia gozar."vou gozar na sua boca,vou encher sua boca de minha porra,chupa,puta,ahhhhhhh..."então gozou bem na minha garganta,eu engoli aquela maravinha e limpei sua pica com minha lingua.ele se sentou numa outra cadeira tentando se recompor quando ouvimos um barulho de porta se abrindo,eu entrei no banheiro meio assustada e ele fingiu que estava comendo alguma coisa,passados alguns segundos nathalia desce as escadas e passa direto pra sala pra pegar aguma coisa.quando ela sumiu de vista,eu abri a porta do banheiro e subi as escadas sem olhar pra trás.me tranquei no quarto e comecei a me masturbar,pensando naquele homem,naquela pica q acabara de chupar,e quando gozei caí no sono exausta.
no dia seguinte,acordei com bob(o poodle da familia)latindo perto da minha porta,tomei um banho e desci pra tomar café,era cedo,umas 7 e meia da manha.ao chegar na cozinha,roberto estava lá novamente e um filme real porno passou em minha cabeça,um filme q tinha presenciado noite passada."bom dia,seu roberto"disse com uma voz de sono,"onde foi todo mundo?"."foram À praia,acabaram de sair,não quiseram te acordar então fiquei pra te fazer compania"."obrigada tio".ele me olhou com um olhar safado enquanto eu pegava uma xicara de café quente."dormiu bem?"ele falou em tom sarcastico."dormi sim,obrigada e o senhor dormiu bem?"."por que vc insiste em fingir que nada aconteceu ontem?vc me deixa louco sabia?esse seu shortinho me dÁ um tesão,vamos terminar o que comeÇamos ontem vamos?".ele disse olhando em meus olhos com uma cara de tarado,e eu já estava ficando excitada,aliás sempre q o via sentia minha xaninha ficar quente e molhadinha,aquele homem sem duvida mexia com minha libido.
"olha tio,o que fizemos ontem foi errado e...",comecei a falar mas ele me enterrompeu."vc gostou,eu seu que gostou,ficou excitada,ficou louca e sei que quer me chupar novamente,mas hoje serÁ diferente,quero chupar vc e fazer vc gozar na minha boca,quero ver vc nas estrelas hoje".fiquei parada enquanto ele vinha pra cima de mim com aquele pau enorme duro como pedra,quase saltando da bermuda jeans q ele usava.então eu disse que não e subi as escadas meio que correndo,joguinho claro.entrei no quarto em que dormi,e encostei a porta,alguns segundos depois ele abre a porta e pergunta se fiquei chateada com ele,disse que não e ele entrou e fechou a porta.sentou na ponta da cama olhando pra mim,"então vem cÁ e mostra que vc não estÁ com raiva de mim",sem esperar ele terminar de falar,cheguei perto dele e comecei a beijá-lo,ele me abraçou e me deitou na cama,tirou minha blusinha e começou a chupar meus peitinhos que já estavam com o biquinho durinho de tesão,comecei a gemer baixinho,e ele foi beijando minha barriga,parou no meu umbigo brincando com meu piercing,e desatacou meu shortinho branco e o tirou.eu gemia cada vez mais intensamente..."agora vc vai sentir um homem de verdade",disse ele ao tirar minha calcinha encharcada de meu suco e ver minha xaninha carequinha brilhando bem em frente aos seus olhos,então abriu minhas pernas e começou a me chupar,eu já quase louca,quase gritava de tesão sem ligar que poderiam chegar a qualquer minuto."ahh,tio me chupa vai,chupa essa tua putinha gostosa,quero gozar na sua boca",eu já estava quase gozando,quando de repente ele parou."minha vagabundinha gostosa quero te comer",e voltou a me chupar,e alternar sua lingua e seu dedo dentro da minha xaninha bem lubrificada,passava a língua dentro da minha vagina,e sugava de leve meu grelinho e eu quase louca e explodindo,soltei um grito e gozei deixando sua boca toda lambuzada de meu suco.ele levantou tirou a bermuda e aquele pau enome 24x6 ficou bem ali na minha frente,não aguentei e caí de boca nele,chupando como nunca tinha chupado uma pica antes,lambia a cabecinha,descia por ele todo,lambia seu testículo e ele quase gozando na minha boca,se levantou e me pos de quatro,fiquei com minha bunda enorme empinada pra ele,e ele enfiou aquele pau enorme todinho na minha buceta."agora sim minha putinha,vou arrombar essa sua bucetinha gostosa,minha cadela,cachorra,vagabunda,minha ninfetinha maravilhosa,sente...sente esse pau na sua xaninha sente...",e eu louca não parava de gemer e rebolar naquela pica linda,"vai tio...me come...come essa tua putinha...me arromba...me esgarÇa...ahh.ahhh,ahhhh...",naquela hora gozei loucamente como nunca e ele gozou também,então,no auge no gozo a porta do quarto se abre...
bruno estava ali parado de pau duro com cara de assustado."hÁ quanto tempo vc estÁ aÍ,bruno?",disse roberto tirando sua pica da minha buceta rapidamente."estou aqui jÁ hÁ algum tempo,assisti a tudo.",meu filho por favor não conte a sua mãe sobre o que vc...",ele foi interrompido por bruno,que tentou acalmá-lo."calma pai,não vou contar nada a mamãe nem a ninguÉm,mas com uma condiÇão:quero participar!",roberto me olhou,meio sem juizo e começou a falar,mandei q ficasse quieto e disse:"tudo bem bruno pode participar",bruno entrou no quarto e fechou a porta atras dele,já foi logo tirando a roupa e me mostrando que tinha puxado ao pai,pois sua pica era tão maravilhosa quanto a de roberto.roberto sentou na cama,sentei em seu colo,ele acariciou meus seios,e me penetrou devagar,então pus bruno em pé na minha frente e comecei a chupá-lo.minutos depois bruno gozou enchendo meu rosto de porra quente,ele se abaixou e começou a limpar sua propria porra do meu rosto,roberto gozou tb,ao mesmo tempo que eu."agora É sua vez filho",roberto puxou bruno pra cima da cama,eu já estava de quatro e ele então me penetrou,roberto que estava deitado embaixo de mim,me beijava e chupava meus peitinhos,então bruno num ato de ousadia,tirou sua pica da minha xaninha e enfiou de uma só vez no meu cuzinho apertado,fazendo com que eu gritasse,numa mistura de dor e tesão,roberto,sentindo que minha buceta estava livre,posicionou seu pau nela e cemeçou a penetrar,eu enlouqueci e tive uma seção de orgasmos multiplos,as estocadas de bruno em meu cuzinho eram fortes,e cada vez mais fortes,ele já estava quase gozando denovo,quando começou a gemer forte..."ahh,isso...gostosa...puta...vou arregaÇar seu cuzinho...vou gozar...vou gozar...vou gozar...vou...ahhhhhhh",eu gritava tanto de tesão que até me esqueci onde estava.logo após bruno gozar,roberto gozou ao mesmo tempo q tive meu ultimo orgasmo,cai exausta em cima de roberto,bruno ainda com seu pau dentro do meu cu,deitou-se sobre mim,todos estávamos mortos."foi a melhor coisa me minha namorada me deu",disse bruno."o que?",perguntei sem entender nada."minha namorada me deu a oportunidade que eu tanto queria,comer vc","mas vc não vai mais fazer isso",disse roberto em tom de ameaça."por que?ela quem decide isso,pai"."ele tem razão bruno,vc namora minha prima,sÓ fiz isso com vc pq sei q ela não faz,alÉm do mais vc sabe que gosto de caras mais velhos"."tudo bem",disse bruno corando,e saindo de cima de mim."não vou contar nada pra ninguÉm","obrigada meu filho",disse roberto.
nos recompomos e fomos pra praia,naquele dia mesmo voltamos pra casa e não nos falamos mais,mas sei que se nos encontrarmos novamente...

esse foi eu primeiro conto aqui,espero q votem bem nele,dependendo dos votos,contarei mais das minhas experiencias loucas,e não são poucas.porfavor não divulguem me e-mail.