RSS contos eroticos

Conto Erotico Fantasia em praia de nudismo


fantasia empraia de nudismo


sempre fantasiamos ir a uma praia naturista até que em viagem de férias ao nordeste tivemos a oportunidade de conhecer tambaba que fica na paraíba. somos um casal na faixa dos 40 anos e com boa forma física cuidada em academia. alugamos um táxi e logo cedo chegamos à praia que é de uma beleza impressionante. fomos recepcionados por um senhor que nos explicou as regras e então logo tiramos nossas roupas. a sensação de ver minha mulher nua na frente de outros me deixou com muita tesão.

dirigimos-nos para um bar onde nos alojamos em uma mesa e ficamos naquele clima de curiosidade pois já havia alguns casais nus. minha mulher ainda um pouco tímida enfrentava a situação demonstrando naturalidade passando protetor solar nas minhas costas e aos poucos foi se libertando do pudor. o ambiente da praia era de muito respeito e bem familiar.

era nítido seu olhar curioso e também não disfarçava prazer em ser observada mostrando discretamente a linda vulva cabeludinha. ficamos um bom tempo admirando a natureza e também os lindos corpos que circulavam no bar. foi uma sensação gostosa compartilhar com ela nossos olhares e comentários sensuais que nos deixaram com muita tesão.
fomos servidos no bar por um garçon que se posicionou na nossa frente e que não conseguiu disfarçar uma boa olhada na minha mulher completamente pelada. isto me deixou com uma sensação estranha de ciúmes e de tesão fato que comentei com ela.

depois de um bom tempo resolvemos nos libertar de vez e fomos passear pela praia e tomar banho nas piscinas naturais. felizmente embora com muita tesão não fiquei de pau duro, acho que devido a ansiedade. a sensação era muito boa de passar bem em frente a outros casais e pessoas nuas com aquela troca indisfarçável de olhares curiosos porém respeitosos.

me libertei e fiquei curtindo a nudez de minha mulher que se soltava cada vez mais chegando a pedir a um rapaz para fazer nossas fotos. no banho em uma das piscinas naturais, ficamos batendo papo com casais que também estavam deliciando aquele paraíso e cada vez mais nos sentíamos mais a vontade com nossa nudez.

passamos todo o dia alternando banhos, caminhadas e descansar sentados na bar. na parte da tarde, minha mulher já bastante naturista abusou de poses sensuais mostrando toda a beleza de seu corpo e deixava as pernas levemente abertas mostrando sua linda buceta. em alguns momentos ela se dirigiu sozinha para se banhar em um chuveiro junto ao bar me deixando louco de tesão com seu show de exibicionismo discreto mais alucinante.

no final da tarde com a praia mais deserta, ela tomou coragem e pediu-me para fazer uma massagem relaxante com o rapaz que nos tirou as fotos. como tenho total confiança nela e já tínhamos imaginado uma massagem destas em nossas fantasias achei que era a hora de por em prática.

o estúdio de massagem era um barraca de camping das grandes onde havia a maca e duas cadeiras. me sentei discretamente e fiquei observando a massagem que começou com ela de bruços. o rapaz era muito jovem, educado e muito bem dotado o que já tinha chamado atenção dela.

antes da massagem ele deu um leve banho nela através de uma mangueira o que me deixou maluco vendo-a nua na frente de outro homem. no momento em que ele passou o creme hidratante nas costas dela fiquei frio mais ao mesmo tempo aproveitando a sensação gostosa que sentia. ele fazia tudo bem natural passando a mão sobre todo o corpo dela de forma respeitável. neste momento não agüentei mais e fiquei completamente excitado com o pau explodindo de tesão curtindo aquele momento com minha mulher.

em seguida ele pediu para que ela se virasse e fiquei maluco vendo aquelas mãos acariciando os seios e barriga dela. fazia de uma forma super excitante com a mão tocando levemente a parte de cima de seus pelos pubianos. ela estava visilvemente excitada pois notava pelo brilho nos seus lábios que podiam ser vistos pois deixava as pernas um pouco abertas.

depois de um bom tempo massageando suas pernas e coxas ele as vezes terminava por passar a mão em sua buceta fato que foi se repetindo com mais freqüência. nesta altura o clima tomou conta dos três e ele chamou-me para ensinar-me a fazer massagem nela. fiquei envergonhado com o estado que estava ao levantar-me com o pau duro fato que eles riram. neste momento ele se posiciona um pouco mais para trás e mostra o estado do dele que estava completamente duro apontando para cima.

minha mulher riu discretamente e pede então que ele me ensine a fazer a massagem. combinamos que eu repeteria tudo que ele fizesse me colocando de um lado da maca contrário a ele. fui me soltando e foi delicioso compartilhar a massagem com ele passando as mãos em seus peitos e na bucetinha bem na minha frente.

nesta altura minha mulher quase gozando pede para parar e se levanta com as pernas um pouco tremulas e muito excitada pega no pau duro dele e começa uma lenta masturbação nele. era muito grande o pau dele o que a deixava ainda mais excitada.

ele ao mesmo tempo que notava nosso entendimento, também passava a mão em todo o seu corpo principalmente nos peitos bicudos dela e na buceta cabeluda.

nunca tinha imaginado a sensação de ver a minha gata sendo acariciada por outro na minha frente. fiquei junto dela e a beijava enquanto os dois se esfregavam. ela sempre dizia em nossas fantasias para que eu ficasse junto dela participando, pois assim ficaria mais a vontade. ela se senta na cadeira e faz um boquete bem guloso no pau dele e olhava para mim com a cara de safadinha e feliz.

ele não agüentando mais tira da sacola um preservativo e imediatamente dirige o cacetão pincelando sua buceta deixando-a maluca. ela gemia de prazer e me pedia para que ele a penetrasse. abaixei-me e pequei no pau dele e sabendo de seus cantinhos sensíveis dei ainda mais uma pinceladinha nela e comandei a penetração. foi uma sensação de cumplicidade total que ela insistiu em que eu fizesse e naquele momento estava ali para satisfaze-la de todas as formas e ao mesmo tempo sentia uma sensação inimaginável de excitação. fiquei um bom tempo nesta brincadeira sentido o pauzão pulsante que eu brincava passando-o nos lábio da bucetinha cabeluda dela. ficava passando de baixo para cima bem devagar e sentido as contrações dela com ela implorando para que eu colocasse logo.

depois que a penetrou o deixei bem a vontade e fiquei ao lado curtindo aquela cena e me masturbando levemente. de vez em quando ela pedia-me para passar minha mão ou a língua no seu clitóris que estava todo estufado até que gozou de forma maluca com o pauzão pulsante todo dentro dela e minha língua chupando-a. assim que ele goza não agüentei e atolei meu pau nela e gozei também rapidamente e a beijei com ela tremula e radiante.

em seguida ficamos um pouco desconfiados pois tinha sido a primeira vez mais porém ele nos ajudou descontraindo-nos com um papo bem delicado e se mostrando também muito feliz pela transa. quando chegamos no hotel demos outra boa trepada e jamais esquecemos deste dia em que nossa fantasia se realizou.
abz10@bol.com.br