RSS contos eroticos

Conto Erotico Fim de semana na chacara


beto meu melhor amigo pediu que eu fosse passar o fim de semana em sua chácara. fomos praticamente criados juntos. dora sua mulher é umtremendo avião. eles têm dois filhos marcel de 20 e nina de l8 anos. beto está beirando os 40 anos e dora um pouco mais nova. sou casado com linda uma gostosa de bunda carnuda. linda não quiz ir comigo para chácara dizendo que iria no domingo a tarde para voltamos juntos. no sabado pela manhã arrumei algumas peçals de roupa na mochila e me mandei para a chácara. cheguei lá pela 7,00 hosas da manhã, estacionei o carro na varanda e notei pelo silêncio que beto e dora ainda estavam dormindo. apanhei a mochila e desci para o banheiro perto da piscina. trolquei de roupa colocando uma suga e apanhei a toalha de banho e fui me deitar a beira da piscina. o sol ainda não estava quente. adromeci. acordei sobressaltado com o barulho de akguem pulando dentro da piscina. era a dora, mulher do beto me chamando para nadar. não fiz luxo e pulei dentro d!agua ficamos brindando e nadando por algum tempo, saimos da piscina e nos deitqamos nas espreguiçadeiras. o biqueini de dora mal cobria seu corpo. ela é uma louraça de l,70 de altura, 6o quilos e duas tetas de enloquecer qualquer cristão. as nadegas arrebitadas era um convite para a gente cair de lingua. os cabelos soltos e caidos nas costas e aquele par de olhos azuis me enloqueciam. senti que estava de pau duroe procurei cobrir com a toalha de banho. dora fez de conta que não percebeu e continuou conversando comigo. disse que estava precocupada com beto e que ele ultimamente andava meio frouxo. já fazia mais de uma semana que el não a procurava. perguntou se eu estava sabendo de alguma coisa. respondi que beto nada havia comentado comigo. disse que iria procurar o beto e saber o que estava acontecendo. encontrei o beto tomando banho com a porta do banheiro aberta. beto deve ter l,80 altura, frequentador de academia, em um corpo de fazer inveeja a qualquer um. tem um cacete que quando duro deve medir uns 20 centimentos. perguntei o que estava acontecendop entre ele e dora, já que ela havia reclamado que ele andava brochando.ele então me contou que andava tendo umas fantasia com a dora e achava que eu podia ajudar. para minha surpresa ele me pediu para comer a dora e que ele queria ficar assistindo. argumentei que aquilo era impossível de ser feito, dora não iria topar. beto então me tranquilizou dizendo lque inumeras vezes a dora comentou que gostaria que eua comesse. ele queria assistir eu fodendo sua mulher com ele sentado numa cadeira na nossa frente. fomos até onde dora estava deitada e beto atrás de mim puxou minha sunga até meus pés deixando meu cacete a mostra. dora ficou espantada com o tamanho de minha tora. me puxou para junto dela e começou a lamber a cabeça do meu cacete e em seguida colocou dentro da boca e com a mão livre alisava minhas bolas. beto se sentou na nossa frente tirou o short e começou a se masturbar. dora levantou-se tirou o biquini e voltou a mamar meu cacete. há muito tempo que eu não era chupado daquela maneira. dora lambia e dizia ao beto que aquilo sim que era um cacete de fazer gosto. ficamos uns l0 minutos naquela brincadeira quando dora largou meu cacete e esticou uma toalha na grama ee deitou de bruço empinando bem a bunda e pediu para que eu a enrabasse. meu cacete até doia de tão duro. dora gemia e pedia para que eu enterrasse tudo dentro de sua xoxota. coloquei a cabeça na porta e lentamente fui penetrando. dora urrava de tesão e insistia que eu não parasse e enchesse sua xoxota de porra. enterrei tudo até a raiz e dora logo em seguida atingiu o orgasmo. pediu para eu não gozar que ela queria que eu comesse seu cu. como 26 centimetros de cacete coloquei a cabeça com cuidadono anelzinho rosado de dora e bem devagar fui empurrando para dentro. dora gemiade dor e pedia que eu fosse devagar. apesar de todo o gel que havia colocado no meu cacete foi dificil enterrar tudo dentro dela. dora gozou pela segunda vez e pediu para que eu não tiresasse o cacete do seu cu. pediu ao beto para vir chupar sua xoxota. beto deitou-se entre suas pernas e começou a lamber vigorosamente e de vez em quando lambia tambem meu saco. parra mim foi uma surpresa beto tomar aquela atitude. mas como eu estava no fogo achei melhor me queirmar. colocava o cacete no cu da dora, tirava enfiava na boca do beto, voltava para o cu de dopra e assim continuei até explodir num imenso gozo enchendo de porra o cu da dora e tambem a boca de beto. deitamos os tr~es lado a lado na grama e dora punhetou o beto até ele esporrar sobre sua própria barriga. fomos tomar banho e lá dora ainda fez um boquete no meu cacete e beto tambem comeu seu cu.