RSS contos eroticos

Conto Erotico Minha esposa dando para o primo

Olá! Meu nome é Luiz, sou casado com Ana há 5 anos. Minha esposa tem 1,65 m, seios volumosos mas não exagerado, uma boca carnuda, pernas lindas e uma buceta totalmente depilada, além de uma bunda muito atraente. Gostamos muito de fantasiar no sexo, principalmente fantasias que envolvem outros casais conosco. Sonhamos em fazer um swing mas até então não tínhamos realizado essa fantasia. Até que um dia resolvemos realizar esse sonho. Pensamos primeiro em visitar uma casa de swing mas achamos que seria muito frio. Queríamos que fosse algo bem emocionante. Ana sempre me falava que tinha um primo, chamado Renato, que ela já tinha ficado quando era mais jovem e que os dois ainda tinham tesão um pelo outro e que só não tinha rolado nada de novo porque ela não deixava. Então perguntei a ela se ela queria dar para ele e ela disse que sim na mesma hora. Safada! Esse primo era do interior mas sempre vinha em BH a trabalho e ficava em pensão ou hotel. Falei para Ana começar a conversar com ele pela internet e convida-lo para ficar hospedado em nossa casa. Foi o que ela fez e ela aceitou prontamente, afinal não ia perder a oportunidade de ficar perto da minha mulherzinha, rsrs. Chegou o dia dele se hospedar e eu falei para Ana espera-lo com uma roupa bem provocante. Ela colocou uma blusinha de malha fininha um pouco larga e sem sutiã e uma sainha curta com uma calcinha minúscula é claro, rsrs. Não estava em casa quando ele chegou. Fiz isso de propósito para deixá-la á vontade para seduzi-lo. Ela me contou que ele arregalou os olhos quando ela abriu a porta e quando ela o abraçou não conteve a excitação, ela logo percebeu que o volume aumentou na sua calça. Papo vem papo vai, ela começou a lembrar da época que os dois se agarravam e ele tava adorando a conversa. Foi quando ela perguntou na lata se ele não tinha saudade e ele falou que morre de vontade de pega-la de no mas agora não seria mais possível. Nessa hora ela se levantou da cadeira e foi ao encontro dele na outra cadeira, sentou no seu colo de frente pra ele com as pernas abertas e perguntou: por que não? Ela disse que o pau dele endureceu na hora mas o rapaz disse que ela era casada então não seria possível. Ela chegou no seu ouvido e disse: mas e se fosse com a aprovação do meu marido. Aliás, e se eu estiver com vontade de dar para vcs dois? Ele, mais que depressa agarrou ela, lascou um beijo e disse que toparia na hora. Então eles começaram: ANA - Então nós vamos fazer uma surpresa para o meu marido. Renato – Qual? ANA – quero que ele chegue e me pegue com a sua rola na minha boca. Renato– então pega e engole tudo. Foi o que ela fez. Ana abriu a calça de Renato e começou a chupar aquele pau como uma louca. Não demorou muito para eu chegar e pegar ela mamando ferozmente a rola do Renato. Quando ela me viu disse: Ta vendo amor, não te esperei para começar nossa brincadeira. Renato ficou meio desconcertado, mas eu logo disse para ele aproveitar porque naquela noite ela seria a nossa vadia. Ana acabou de tirar a roupa de Renato enquanto eu tirava sua saia e sua blusa. Renato caiu de boca nos seus seios como um louco, devia estar com uma vontade incrível de agarrar aqueles peitos maravilhosos. Enquanto ele chupava seus seios e a beijava, ela batia uma punheta pra ele e eu comecei a passar a mão na sua buceta. Perguntei pra ela: pra quem vc vai dar primeiro? Para o Renato porque tem muito tempo que ele não me come. Nessa hora ela ficou de quatro para Renato fuder aquela buceta gostosa. Foi o que ele fez. Logo enfiou e começou a socá-la bem forte. Ela mais que depressa pediu meu pau na sua boca e mamava loucamente enquanto ele metia o ferro naquela buceta. Não demorou muito para ele gozar. Nessa hora ela falou: Vem meu amor, me come, me fode, me esfola com seu pau. Que tesão! Meti como nunca havia metido naquela buceta deliciosa.. Depois me deitei para ela sentar em cima. Ela sentou e pediu o pau do Renato na boca de novo. O cara tava louco de tesão que logo gozou na boca dela. Esparramou porra no rosto inteiro, nessa hora não agüentei e gozei também. Nos deitamos um pouco, Renato chupava seus seios e eu a sua buceta. Depois trocamos e ela gozou na boca do Renato. Foi demais! Como se não bastasse ela disse para a gente se recompor porque ela queria dar muito ainda naquela noite. Mas isso eu conto outra hora.
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.