RSS contos eroticos

Conto Erotico O bar das safadas

Eu sempre gostei de tomar umas cerveja no fim da noite,te um bar perto de casa que sempre fica aberto até mais tarde. Um dia bebi um pouco a mais e demorei a ir embora,quando chegaram duas meninas comprimentando o dono do bar,e vieram a me comprimentar,vi que erram belas garotas,mais muito novinhase sai dali. No outro dia quando fui tomar minha cerveja,Osvaldo o dono do bar me falou, aquela ruiva gostou de voce,ela gosta de cara mais velhos,pois disse que sabem fazer um menina gozar gostoso. Fiquei sem jeito,Osvaldo me falou elas não vou dizer a niguem,pois elas gostam de suruba. Quando erram 23:25hs,eis que me aparecem a tal ruiva e mais trez gorotas,todas foram comprimentar Osvaldo,memos a ruivinha,que veio ao encotro me deu um longo beij na face,passou a sua lingua em meu rosto,e falou baixinho,não vai fugir né. Aquilo imediatamente me deixou de pau duro,ela bem safadinha notou,se viroupara falar com Osvado,num movimento roçou sua bunda no meu pau bem duro. Ai ela disse a Osvaldo vai fechar agora,ele respondeu que sim,como eu não sabia do plano fui saindo,aquela ruivinha com cara de safadinha veio ao meu encontro pegou pau sobre a calça,pera voce fica. Osvaldo fechou o bar e ficamos nos cinco la dentro,nisso minha bela ruiva colocou meu pau pra fora da calça e beijou lentamente a cabeça do meu pau,olhou pra mim,e disse,precisa ficar mais duro,em seguida enfiou tudo dentro de sua boca. Sua lingua girava loucamente no meu cacete,dava umas sugadas que eu pensava que iria engolir tudo. Quando pegou minha mão e levou em sua bundinha ja nua,e começou a esfregala em sua bunda,por favor enfia seu dedo no meu cuzinho devagar vai enfia,ela me falou isso quase chorando,umideci meu dedo e fui na direção daquele buraquinho,quando encostei a ponta do dedo,ela deu uma empinada em direção ao meu dedo que entrou a metade,ela rebolou até que tudo entrace. Prontro agora esta bem duro seu pau põe ele no meu cuzinho,só dou o cuzinho é dolorido mais é muito bom,quando fui colocando ela de quatro,ela se virou deitou na mesa de bilharlevantou as pernas e disse vem me arregassa. Neste momento eu já não tinha controle,fui e enfiei de uma só vez ela deu um urro de dor eu quiz sair dali mais ela me pegando pela cintura fez que eu apentrasse mais fundo uma de suas amigas tapou-lhe a boca,eu ofegava a ponto de gozar,quando uma das amigas percebeu que eu iria gozar,e era a mais jovem de todas,fiquei envergonhado,ela tirou meu pau do cú da ruiva e começou a mamar,com aquele susto daquela criança com meu pau na bocaquase proxei,mais a boquinha dela era tão apertadinha quanto o cuzinho da ruiva. Gozei a menina não deixou esperdiçar nadinha,olhou pra mim,virou-se e me mostrou sua bundinha,e disse vem eu quero tambem. Essa é outra estoria contarei em seguida.