RSS contos eroticos

Conto Erotico Suruba - parte 1

Suruba – parte 1



outro dia cheguei em casa mais cedo, do que o normal, e como tinha tido um dia cansativo, entrei quieto, sem fazer barulho, quando escutei gemidos vindo do quarto. fui devagar e pela fresta da porta pude ver minha mulher trepando com um homem, que eu não conhecia, pois ela sempre coloca chifre em mim, mas eu sempre sei e conheço a pessoa. os homens com quem ela trepa é que pensam que eu nada sei.

-aiii, coloca tudo, faz minha buceta tremer nesse pauzão gostoso, que já gozei bastante e quero continuar gozando mais, mas não goza dentro de minha buceta. deixa pra gozar no meu cú, falava ela, e eu ouvindo aquilo e de pau duro. mas só que eu não sabia que ela trepava com outros homens sem eu saber, afinal fui eu que fiz com ela se tornasse uma putinha e eu gostava muito, mas fiquei puto da vida, e só escutando.

-coloca agora no meu cú, me faz gozar e goza junto, pois já está quase na hora de meu marido chegar, disse ela. quando o cara tirou o pau da buceta dela para enfiar no cuzinho, pude ver o tamanho do kassete do cara. era grosso e devia medir uns 25 cm. por isso que ela estava até tremedo de tanta tesão. ela posicionou de quatro e o cara com o pau melado da buceta dela, foi introduzindo aquele mastro no cú dela, que começou a remexer aquela bunda deliciosa e o cara bombando tudo dentro. depois de algum tempo ele avisou que ia gozar e ela também em ponto de bala gozou junto com sujeito, que gemia e jogava toda sua porra no cuzinho dela. ela deu um berro de prazer e relaxou na cama. o sujeito tirou o pau de dentro de sua bunda e foi tomar um banho, antes de sair. ela ficou esparramada na cama, terminando o seu gozo. fiquei mais um pouco ouvindo e vendo ela metendo e sai, sem fazer barulho, voltando para a rua e esperando o cara sair.

quando ele saiu, dei um tempo e entrei, como de costume, e chamei por ela. –estou aqui no banheiro, disse ela. estou tomando um banho pra ficar bem cheirosa e gostosa pra trepar com você. ela saiu totalmente pelada, me encontrando sentado no sofá da sala. –que aconteceu, perguntou ela. você chegou mais cedo e está todo borococho aí no sofá. o que houve? – disse a ela que o dia tinha sido muito puxado e eu estava muito cansado. –quer que lhe face uma massagem para você se recuperar? –eu disse que não queria, pois iria tomar um banho e relaxar no sofá. eu disse a ela: - você me sacaneou hoje e colocou chifre em mim, sem eu conhecer o cara, pois cheguei mais cedo, e não agora, e vi vocês dois no maior trepa-trepa. ela sorriu e me disse que era um cara que ela tinha conhecido numa das saidas dela com a amiga. –mas voce não me falou nada e chifre desse jeito doi na cabeça e no coração. ela me pediu desculpas, me abraçando e dizendo que não treparia mais com o cara, dando um jeito dele se afastar dela. me beijou, com gosto de pau na boca, do pau do rapaz que ela chupou. ela ameaçou chorar e eu não deixei. falei que não tinha importância, mas que ela não me fizesse mais aquilo, sem eu saber, pois eu deixaria ela continuar a trepar com quem ela quizesse e com os meu amigos e conhecidos, que pensavam que eu não sabia de nada. que era um corno desavisado.

tomei banho e também sai sem roupa nenhuma e peguei-a no colo e levei-a pra cama, onde começei a chupar sua buceta e depois viramos e fizemos um sessenta e nove, bem gostoso. eu gozando na sua boca e ela soltando o nectar de sua buceta na minha. coloquei-a de quatro e disse: -vou enfiar meu pau com toda força nesse seu cuzinho e deixar você com muita tesão e nada de por na sua buceta, até você pedir perdão do chifre que me colocou, sua puta. ela pediu, gritou, por perdão, mas que não deixasse de por na sua buceta, pois meu kassete, foi o primeiro que entrou nela, quando ainda namoravamos. –você se lembra? –eu era virgem e você tirou meu cabaço e daí então nunca mais paramos, até agora e foi você que me fez virar uma puta, mandando eu mostrar as pernas e a buceta pra todo quanto é homem. até pra seu tio e sobrinho eu mostrei tudo e dei gostoso pra eles.

gostei dela ter lembrado daquilo, pois estava com saudades da bucetinha, gostosa e que parecia um vulcão de tesão de minha sobrinha. falei pra ela, que foi muito gostoso aqueles dias que passamos por lá, pois até na minha tia eu havia metido. –tá vendo, depois você reclama que eu ponho chifre em você. disse a ela que esquecesse o dia de hoje e vamos arranjar um homem e uma mulher para fazermos uma suruba. ela disse que conhecia um casal que topava e se eu quizesse ela ligaria pra eles, virem em casa, ou nós irmos na casa deles. topei e ela ligou. o casal aceitou, mas disse para irmos na casa deles, porque lá já tinha um rapaz fodedo com ela e o marido vendo e passando vontade de meter . ela adorou, pois teria dois homens fodendo nela.

coloqei minha roupa e ela colocou uma saia curta e transparente, pegamos o carro e fomos. ela era uma alegria só. la chegando, tocamos a campainha e a mulher, conhecida dela, abriu a porta e estava totalmente pelada, que já me deixou de pau duro. elas se abraçaram e minha mulher deu uma chupada no peitões da amiga e depois me apresentou. –hum que belo ragazi, deve ter um bom kassete, para que eu possa trepar com ele, me fazendo gozar muito.

entramos no quarto e lá estava o rapaz e o marido da mulher, peladões também, com uma boa vara para socar nas bucetas das mulheres. luiza quando viu aquilo, já foi abraçando o marido da amiga e o rapaz, passando e alisando o pau deles com a mão e já gemendo de tesão. aquilo virou uma orgia. paulo (marido da amiga) já foi juntando luiza, tirando toda sua roupa que caiu de boca no seu pau e a mulher dele tirando minha roupa e me chupando e eu chupando ela. paulo deitou-se de costas na cama e luiza foi por cima fazendo um meia nove. o rapaz só de olho nela. depois ela segurou bem o pau do paulo e sentou-se com a buceta, fazendo seu kassete deslizar inteirinho dentro de sua gruta do prazer que estava com enorme tesão. o rapaz (que podemos chamar de mauricio) foi por trás dela, e começou a cutucar seu cuzinho no que ela arreganhou e ele introduziu inteirinho, de uma socada só, fazendo-a gemer de tanta tesão de dois kassetes dentro dela. enquanto isso, eu fazia um 69 com a amiga dela, e virei-a deitada de costas na cama, ergui suas pernas até meu ombro, num autentico frango assado, e fui metendo naquela buceta, gostosa. luiza trocou de lugar com os dois, e ora um punha na buceta e depois no cú e vice-versa.

o rapaz também não esqueceu da dona da casa, e veio e fizemos um sanduiche dela. um no cu, outro na buceta. gozamos como nunca tinhamos gozado na vida. e foi um troca-troca geral, que passamos quase toda a noite metendo nas duas mulheres, nos tres buracos: cú, buceta e boca. quando já não aguentavamos mais tomamos um banho, todos juntos e trepando na banheira até expelir as últimas gotas de porra que tinhamos. convidamos o casal e o rapaz, para irem em nossa casa numa próxima vez e saímos leves e descontraidos.

luiza gostou muito e eu também, e já começamos a preparar para fazer troca-troca com casais que topassem essa parada e tem muitos que gostam disso. chegamos em casa e ela já foi tomar uma ducha e saiu nua do banho (peladinha com a buceta, bunda e peitões a mostra). também tomei uma ducha e ao sair, peguei ela no colo e levei –a para o quarto onde trepamos gostoso. ela pedia gemendo: -enfia esse pauzão na minha buceta, arregaça ela e eu tocando bem no fundo fazendo ela gemer de tesão. depois que ela gozou, eu tirei o pau da buceta dela e enfiei no seu cú. ela foi ao delirio gritando: -enfia tudo no meu cú, faz com que goze com o pau no meu cú e gozava com o kassetão no cuzinho dela. ela gemia, berrava, pedia mais, que atolasse tudo, até as bolas dentro dela. gozou bastante mesmo. como é gostosa esta minha mulher. dormimos gostoso e descontraidos, e eu sem estar mais bronqueado com ela por ter metido com o cara que eu não conhecia. mas deixa prá lá, pois a vontade dela é sentir uma vara grossa na buceta, e eu gosto muito de ve-la dando pra outros homens. ela ainda dá para outros homens conhecidos e eu também pego algumas que está com tesão de dar pra mim. vivemos alegres e felizes, pois sexo é algo muito gostoso de se fazer, principalmente eu que tenho uma bela mulher, gostosa e cheia de tesão na buceta e no cú. até a próxima.