RSS contos eroticos

Conto Erotico Encurralada pelo negão

olá eu me chamo danyy neste dia estava saindo de casa á noite prometi pra mim mesma que voltaria o mais rápido possivel para casa pois minha mãe estava doente eu encontraria algumas amigas na festa e resolvi pegar um caminho mais curto a rua estava escura e sombria não havia um pé de gente corujas e morcegos voavam de galho em galho e alí perto havia um cemitério onde todo mundo contava historias de terror do tipo mortos se levantarem das tumbas; paranóia, eu só desejava chegar logo. passei perto de uma loja estava fechada porém tudo estava muito claro iluminando a calçada e então não sei o que houve tentei abrir os olhos bom, na verdade estavam abertos só que tudo estava escuro e eu estava com as mãos para cima como se estivesse presa meus pés não encostavam no chão senti minha calçinha ser tirada e uma mão enorme grossa e áspera acariciar minha buceta confesso que gostei; imediatamente uma outra mão apertando meus peitos mas eu resisti e disse: -quem é você ? o que está fazendo ? pare agora mesmo! ouço passos aí meu deus! a coisa ia ficar pior um vento forte , um calafrio ! acenderam as luzes e pela claridade fechei os olhos assim que abri vi que estava numa espécie de sala totalmente revestida de branco e iluminada com luzes brancas e um negão alto,musculoso,uma bunda grande deliciosa, coxas grossas e pau enorme senti muito tesão e como podia? em uma situação daquelas tentei gritar a voz não saiu ele veio até mim e disse no meu ouvido: -cala boca ! putinha gostosa ! sei que gostas disso pois já se entregou á mim me entreguei?como assim! mas não ousava falar nada ele por trás de mim me colocou uma coleira que estava presa nem sei aonde pos não consigo girar o pescoço colocou presilhas nos meus peitos e eu gritei mas a dor me fez arrepiar e me deixar meladinha e ele segurando os meus peitos enfiou o pau todo de uma vez no meu cu eram estocadas firmes e fortes senti que eu era judiada uma mão apertando meus peitos e a outra alisando minha xana e eu gozei tremendamente e pela frente comeu minha buceta e minhas pernas laçavam sua cintura gozei de novo ele me soltou e puxando meus cabelos me levou ao centro da sala me empurrou no chão me chamando de vadia e levantou minhas pernas deixando-me pendurada minhas mãos presas assim meu corpo não encostava no chão e ele me comeu em todas as posições possiveis me soltou e de repente acordei perto da loja desnorteada estava vestida e meu dinheiro no lugar pensei em ir a festa mas voltei pra casa apavorada minha mãe estava bem e eu tentei entender como havia parado alí quem era aquele homem que lugar era aquele hj em periodo de festa eu sempre passo na mesma ruazinha pensando se ele pode ainda me pegar novamente bem se acontecer volto e conto a vocês beijos



Gostou? Então Compartilhe!