RSS contos eroticos

Conto Erotico A Filha da Minha Patroa

A filha da minha patroa Meu nome é Junior tenho 21 anos, quando eu tinha meus 20 anos comecei a trabalhar de garçom em um restaurante, estava tudo tranquilo ate que um dia a filha de minha patroa chega de viagem, nossa que gata, pelo que eu ouvia deu para perceber que ela era virgem, antes mesmo dela chegar eu já me masturbava no banheiro do restaurante vendo uma foto dela que eu tinha roubado da agenda de sua mãe, minha patroa. O nome dela é Paula,19 anos, morena, olhos verdes, baixinha mais muito gostosa, No dia q ela chegou eu percebi que ela era bem mais gostosa pessoalmente do que na foto, já fiquei de pau duro, ela passou por mim e foi cumprimentar sua mãe, nesse momento eu imaginava aquela linda bundinha empinada peladinha, e aquela buceta enxada e virgem sendo arrombada pelo meu pau, dias se passaram e eu estava ficando cada vez mais louco para comê-la. Certo dia ela resolveu usar o banheiro do restaurante, (isso depois do expediente) uma coisa q ela nunca tinha feito ate então, eu achei estranho então fui ate a porta do banheiro e ouvi ela gemendo e falando bem baixinho, AI JUNIOR, ASSIM VAAAAAAI AIIIIIIIIIIII/// fingi não ter ouvido nada, falei Paula sua mãe falou que era pra eu ficar aki no restaurante lhe fazendo companhia em quanto ela vai em casa, deixar seu irmão, ela respondeu ta certo já to saindo,, ela saiu do banheiro e me perguntou o que vc ouviu? Eu respondi q não ouvi nada demais, porque eu também já me masturbei pensando nela, ela ficou quieta um tempo sem palavras, e depois me perguntou se sua mae ia demorar muito, eu falei talvez uma hora (era minha obrigação fechar o restaurante e levar a Paula pra casa) Ela disse uma hora então dá tempo, tempo de que??? Tempo de eu perder a minha.... ela me puxou para o banheiro e já foi abaixando a saia super curta que usava, me pediu para que eu a deixasse bem molhada para a penetração, depois de eu lamber toda a buceta dela ela pediu para eu meter bem devagar porque ainda era virgem, eu falei TAH VOU BEM DEVAGAR, posicionei na entrada e empurrei bem devagar depois fui aumentando o ritmo ela gozou deixando o meu pau lambuzado, ela se abaixou lambeu, lambeu, ate eu gozar na boca dela, ela engoliu quase toda a porra de um pau q acabou de traçar uma virgem de 19 anos, foi umas das melhores gozadas q já tive, depois disso fechei o restaurante e fui deixa-la em casa, nodia seguinte ela me disse que estava arrependida porque a religião dela não permite sexo antes do casamento, eu pensei, JÁ COMI ELA MESMO, de camisinha, ainda bem, não quero filho tao cedo.
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.