RSS contos eroticos

Conto Erotico Familias de porra / 1°conto: Intro.

Desde que me conheço por gente, sempre fui apaixonado por Marcinha, uma garota linda de 13 anos: morena, cabelos castanhos claro e cacheados, olhos castanho escuro, lábios carnudos, média tinha 1,65 de altura, peitinhos medios (que na certa com a maioridade, iam ser perfeitos ;) barriga de tanquinho, pernas e coxas bem grossinhas, bundinha pequena porém um charme, buceta rosadinha, apertadinha, ótima para enfiar movimentos leves com o dedo. Eu sou pardo, cabelos 85% lisos, castanho escuro, olhos castanhos escuro, lábios grandes e experientes, sou um pouco gordo, porém forte, alto tenho 1.72 de altura, sou meio peludo, mas depilo algumas partes, pica grossa e grande: 16cm, e 3 cm de largura. Me chamo Rafael, Marcinha me chama de Rafa e eu a chamo de Marcinha mesmo ;p. Marcinha e eu sempre fomos apaixonados desde a infância, praticamente falando nosso amor é imbativel, porém temos um único problema: as nossas familias se odeiam do fundo da alma, quer dizer antes eramos como irmãos, mas depois ocorreram uns "problemas pessoais" e agora a mesa virou, se odeiam a ponto de querer se matarem no meio da rua, e pra isso agente mora 4 quarteirões distantes da familia dos "Pereira" somos a familia "Tenório", porém quase sempre se encontramos, pois a pracinha fica perto do 4°quarteirão e a pracinha vive lotada de gente, por causa de eventos que ocorreram e ocorrem la, mas também façanhas, tipo foi lá que um extrupador extrupou e matou a facadas na cara uma menina de 7 anos, já rolou tiroteio também por aquela praça, era ponta grossa de bandidos que fugiam da policia, enfim por ai vai. Nossa pracinha começou bem pobre e desarrumada, velha, aos poucos foi progredindo e hoje está assim: repleta de gente, grande, onde os maiores eventos acontecem por la, ela já tem aproximadamente 76 anos la no nosso bairro, mas é uma das praças e pontos turisticos mais famosos do nosso estado. Enfim, nossas 2 familias, passam por la quase todos os dias, e também a familia dos "Fonseca" que desde que nossas familias brigaram, são "amigos" intimos, eu diria até trairas, que só querem a amizade pra explorar mais e mais. os Fonseca, são vizinhos dos Pereira, toda hora grudados que nem 2 bichonas, td hora conversando e falando mal da nossa familia, que a propósito a nossa familia não tem nada a aver com a deles, mas mesmo assim eles puxam o saco e falam mal da gente, são uns filha da putas mesmo. A minha familia, é constituida de 4 pessoas: Meu pai: Abnael, de 40 anos. Minha irmãzinha: Andressa de 7 anos. E minha avózinha: Lealdina, de 63 anos. E é claro, eu mesmo :D. A familia dos Pereira tem 3 pessoas: O pai de Marcinha: Josué, de 34 anos, A mãe: Thalissa, de 25 anos jovem e bonita, mas principalmente sedura e trepadeira. E a própria Marcinha. A familia dos Fonseca, tem 11 pessoas: As tias caguetas e fuxiqueiras: Rosi, Dedé e Selma. 6 filhos do casal falecido: Raul e Tibério: que são irmãos gêmeos, eles tem 10 anos. Maria: a única filha, tem 13 anos. Paulo: ele tem 20 anos. Gabriel: ele tem 8 anos. E o Jefferson, de 15 anos, que por sinal também é apaixonado por Marcinha, ele e eu também nos odiamos, mas ele sabe e sempre soube que no coração de Marcinha sempre é eu que ocupo o lugar, na buceta dela também hehe ;). Bom, isto aqui é uma série, e este conto é apenas a introdução, fique ligado nos próximos, afinal vc está lendo para se divertir, e sempre com tesão que é o mais importante. OBG :D (para ler os contos, basta ir na minha home)



Gostou? Então Compartilhe!