RSS contos eroticos

Conto Erotico '' FUI DESENTUPIDA PELO MEDICO DA MAMÃE ''

Sempre adorei doces, principalmente chocolate, bem agora vou relatar o que aconteceu comigo

por causa dos doces. Me chamo Renata  hoje estou com 16 anos, tenho um corpo meigo mas bem

bonitinho, seios médios, cinturinha e uma bunda gostosinha, tenho um detalhe marcante possuo

um vão entre as pernas, quando uso calça justa fica bem detalhado esse meu vão. Essa

história que vou relatar hoje prometi que nunca ia contar a ninguem, bem aconteceu quando

tinha uns 14 anos de idade, bem era pascoa e minha mãe me deu uma cesta cheio de doces e

chocolate, comi quase tudo em um unico dia, havia perdido a fome, no outro dia aconteceu

algo estranho, não conseguia ir ao banheiro fazer minhas necessidades, fazia força mas meu

cuzinho doia e eu desistia, até que não aguentei mais, tive vergonha em contar para minha

mãe, fui até ela e contei tudo o que tinha acontecido, então minha mãe disse que me levaria

ao seu médico ginecologista para fazer um exame, eu não sabia como seria esse exame e

aceitei o que mamãe propós, pegamos o carro e fomos ao consultorio do médico, chegando lá

fomos recebidas pelo próprio médico, era um senhor mais ou menos uns 35 anos, cabelos

grisalhos, alto e aparentemente forte, ele recebeu bem gentilmente e já perguntou pra minha

mãe se ela venho para outra sessão do tratamento, minha mãe explicou que não era ela que ia

fazer o exame, mas sim eu sua filha, o médio me olhou e ficou todo simpático comigo, eu era

muito timida e gostei do seu sorriso, o médico falou que eu era nova na casa e precisaria de

um cadastro para continuar com o exame, minhã mãe esqueceu os documentos pois saimos muito

depressa, assim mãe falou que iria buscar os documentos em casa, o médico falou que já

poderiamos começar o exame, seria muito demorado, o medio e convidou para ir a sua sala, me

pediu para sentar, e me perguntou qual era o meu problema, eu expliquei que havia comido

muito chocolate e não conseguia evacuar a um dia inteiro, o medico me explicou que o exame

seria rapido, foi ai que comecei a ficar preocupada, o medico me mandou ir ao vestiário e

tirar toda minha roupa e por um avental, eu fui mas já estava desconfiada do médico, pus o

avental branco e me direcionei ao medico, ele me perguntou qual a parte do meu corpo que

mais doia, dae eu falei que era meu cuzinho, ele me mandou deitar de bruços na cama, agora

me toquei que ele iria examinar meu rego, nunca alguem havia tocado no meu rego, mas ele era

um medico seria mais confiavel, deitei-me na cama, essa cama era automática e ele levantou a

parte central de modo que minha bunda ficou bem arrebitada, ele levantou o avental até

minhas costas deixou meu rego amostra, pos um luva e abriu minhas ancas e examinou meu

cuzinho, abriu sua gaveta e pegou um pote de vaselina e carregou seu dedo e lubrificou a

entrada do meu rego, tive cocegas mas estava bom, ele começou a roçar a entrada do meu

cuzinho com seus dedos, me sentia meio estranha com isso, depois de varias cocegas no rego,

ele me explicou qual era meu problema, tinhas as pregas muito unidas, em outras palavras um

rego bem apertado, ele disse que precisaria de um alongamento das pregas para facilitar

minha vida, eu era muito nova para entender sua intenção, assim ele começou a rocar meu

cuzinho mas tambem a penetra-lo com seus dedos, sentia meu cuzinho se abrindo ao poder de

seu dedo, disse que tava doendo, ele falo que era dor passageira, apos isso enfiou tres

dedos de uma vez só, por estar todo melado de vaselina entrou facilmente, sentia um dor mais

forte, mas estava gostando, depois disso ele disse que seu dedos naum tavam dando resultado,

ele desabotou seu jaleco e abriu seu ziper e pos pra fora um outro "dedo", bem esse era bem

grande e não tinha unha na ponta, logo depois saberia que isso era seu pau, um pau não era

um pauzão, não imaginava que um homem tinha um dedão dentro das calças, logo depois ele

pegou a vaselina e encheu sua mão e colocou todo sobre meu cuzinho, subiu na maca e colocou

suas pernas sobre minha bunda, já imaginaria a dor que eu sentiria com aquele dedão no cu,

perguntei a ele, "Dr. vai doer muito?", "Não, se doer depois eu coloco um creminho para

passar a dor!", dae ele enfiou a ponta no meio daquele monte de vaselina até de tocou meu

rego, forçou um pouco e entrou a ponta, puts doeu um monte, pensei em gritar, apenas me

conti com lagrimas nos olhos, afinal era para meu bem, dae foi enfiando o resto, seu pau ia

melecando na vaselina e sumindo dentro do meu cu, em certo ponto naum aguentei mais e abri o

gemido, foi ai que deu uma socada forte e meteu tudo dentro, larguei o berro, "Calma

menininha logo a dor vai passar!", segurei meu berro, sentia um enorme dor no rego, ele

disse que iria fazer movimentos para terminar o alongamento, comecou a socar e a retirar seu

pau de dentro do meu rego com muita força, ficava até sem folego de tanta dor no rego, mas

tava adorando emfim tava sendo curada do rego, depois de um tempo, "Agora vou colocar o

creme cicatrizante para vc naum sentir mais dor!", senti jatos e jatos de creme sendo

projetados em direção ao meu intestino, depois que ele tirou seu pau de dento de mim, meu

cuzinho inchado fechou com força, "Viu não deixe o creme sair pra fora!", Vesti minha roupa

e agradeci ao medico, mesmo com a dor tremenda no rego, havia adorado o medico gentil em seu

serviço. Sai da sala e mamãe ja tava lá, tinha feito meu cadastro e pago a consulta, pronto

era só ir embora, no carro senti meu cú voltando ao normal, o creme foi saindo e molhando

minha calcinha,"Mamãe o creme do meu rego ta saindo!!!", "Filhinha segura firme para curar

seu cuzinho!", forcei com muita força e segurei ao maximo aquele creme dentro de mim, mamãe

pensou que o creme era vaselina,mas na verdade era sua porra branca. Nas que nada adorei a

experiencia de ter o rego desentupido por meu medico. Então se alguem se relacionar comigo

algum dia, evite me dar doces e chocolates, senaum so desentupindo meu cuzinho para eu

adorar o presente. ESPERO QUE GOSTEM OKK!!