RSS contos eroticos

Conto Erotico Fui estuprada por meus colegas.

Olá, meu nome é Ana Clara, tenho 16 anos, tenho seios fartos, coxas torneadas e ma bundinha empinada. faço academia há 6 meses e dou inveja as mulheres que fazem a mais tempo do que eu. Sou virgem e já cheguei a fazer uns boquetes, mais não passou disso. Certo dia, um menino da minha sala perguntou se eu podia ir até a casa dele para o ajudar em algumas tarefas de escola. eu nao recusei e assim que cheguei la, percebi que nao havia ninguem alem de nós. Chegando la, ele logo me jogou umas indiretas, deixando evidente o seu desejo por mim. coloquei a minha mochila no chao. Ele com a maior pressa logo arrancou as calças e eu vi o seu membro com cerca de 13 cm. Eu fiquei muito envergnhada pela situaçao. Logo, tentei fugir mas ele foi mais rapido e me empurrou para o seu quarto e me trancou. Eu com certo desespero fiquei em silencio e escutei o telefone tocando. Apos 15 minutos ouvi a campainha e entrei em desespero. vi pela janela 5 homens. Comecei a chorar. 5 minutos depois um deles entra e se senta ao meu lado e fala: -se prepara sua puta, vou fuder sua bucetinha virgem. Ele nada delicado rasgou minha blusa e arrancou meu sutiã e disse: - Nossa, que lindos peitnhos vc tem! Eu estava sendo pressionada contra a parede. olhava para aquele homem de cerca de 20 anos, senti um certo desejo tomando conta de mim. Ele me pegou pela cintura e me colocou em seu colo, começou a alisar meus cabelos e a beijar meu pescoço. Confesso que isso estava me tranquilizando e me excitando ao mesmo tempo, pois ele fazia de um jeito que... nos beijamos loucamente, sentia seu pinto ficando duro entre minhas pernas e isso só aumentou o meu desejo sobre ele. Eu já estava com os peitos para fora, me afastei e tirei a blusa. Ele se levantou e abriu as calças e abaixou a cueca, mostrando que tinha uma pika bastante suculenta, mas ainda nao iria chupa-lo. Cerca de 18 cm. eu ja nao aguentava mais de tesao, estava completamente molhadinha, cheguei nele e disse: - Vai com calma, pois sou virgem. - pode deixar, mais se eu meter nessa bucetinha nao irei parar de jeito nenhum, nem adianta chorar. Delirei na cama e logo que eu tirei minhas calças e a calcinha, ele me deitou e abriu minhas pernas e começou passar o dedo em meu grelinho, me fazendo delirar de tesao, dai ele começou a passar a lingua em meu clitoris, me fazendo soltar uns gemidinhos, percebendo isso ele começou a brincar comigo, começou a chupar minha coxa direita do joelho para cima, bem devagarzinho, quando estava chagando perto da virilha ele parou e foi para a esquerda. novamente começou do joelho e chupando bem devagarzinho veio subindo ate que quando ele chegou bem perto da virilha, ja indo pra buceta ele parou, me fazendo se contorcer de tesao. dai ele, percebendo que eu ja estava com os nervos a flor da pele, colocou sua pica na entrada de minha bucetinha virgem e começou a forçar. Tinha uma mistura de dor e tesao. dai ele disse: -sua puta, aguenta que ja ta entrando. Numa estocada só, perdi o cabaço. Vi estrelas e quase desmaiei. Cheguei a chorar de dor. quando olhei para minha buceta, vi que ela estava com um pouco de sangue, ja nao estava aguentando mais quando eu disse: -para, pelo amor de deus. - eu te disse que nao pararia quando eu começasse. Eu nao estava aguentando aquelas estocadas, a dor estava passando e o tesao ja estava tomando cnta de mim. Quando derepente, senti jatos de porra quentinha dentro da minha bucetinha ex-virgem ele sussurou bem coladinho em mim: -agora voce esta pronta, sua puta! -pronta pra que? ele assuviou. entrou 5 homens no quarto. Eu ja estava nua na cama, exausta, melada de porra. foi quando um deles veio ate eu e disse: -ta arriada heim?! vazando porra , vamos la no chuveiro limpar essa buceta ai. nós fomos ao chuveiro só eu e ele. Eu abaixei no box do banheiro, ele logo veio sem roupa junto comigo, me pegou pela nuca e fez eu chupar aquele matagal. estava quase gorfando pois ia la no fundo da boca. eu ja estava me sentindo uma puta, ja nao ligava mais pra nada. chupei com vontade. ele gozu descontroladamente ne minha cara, tive que limpar ate minha orelha. ligamos o chuveiro, me segurava nas paredes para nao escorregar, e ele estocando no chuveiro. melhor coisa do mundo, nossos corpos molhados, ele chupava meus seios com tanta vontade que gozei. nunca senti tanto prazer em toda a minha vida. ele limpou minha buceta com muito carinho, acariciando de leve meu grelinho.saimos do box e nos secamos, estava exausta. ja tinha transado com 2 caras seguidos, nao tinha mais tesao nenhum. fui para o quarto, 5 homens me esperando na cama, estava horrorizada, nunca havia visto tantas rolas se punhetando na minha vida. chagava a ser hilario, mas nao deixava de estar com medo. um deles logo se levantou e me jogou na cama. logo vieram os 5 homens juntos, todos disputando a boca,a buceta e o cu. eu ja estava pouco me fodendo para mim, queria me aventurar, nunca havia vivido nada parecido. 2 deles me colocaram de 4. um estava metendo na minha boca, nao conseguia falar mais nada, chupava com gosto para ele gozar logo. sem perder tempo, o outro veio encaixando na minha buceta ja arrombada, nao estav sentindo tanto. ai veio o terceiro ja me enrabando por cima. eu nao conseguia falar, aquela rola na minha boca me impedia ate de gemer. sinalizei com as maos para ele ir devagar. ele ja veio com um óleo e começou a passar com um toque bem sútil. fui ao delirio com aqueles toques. ate que senti algo mais grosso, era sua pica na entrada do meu cuzinho. senti ele frçando, quando derepente senti a cabeça entrar, minhas pernas tremeram, senti uma enrme dor. ele esperou meu cuzinho se abrir, demonstrando sua experiencia na cama. quando senti seus pelos pubianos encostarem em minha bundinha, senti que ja tinha entrado tudo. mandei ele parar, para eu me acostumar com a dor e dar tempo para meu cuzinho se acostumar com o volume. 3 minutos depois, eu dei o sinal verde para ele começar o vai e vem. no começo doia, mas com o tempo fui me acostumando e logo em seguida, meus gemidos de dor passaram a ser de puro prazer. me sentia uma verdadeira puta totalmente preenchida, com todas aquelas picas para mim. ate que senti jatos de porra quente em minha boca, e, logo em seguida o semi-desfalecimento do mesmo. depois de mais algumas estocadas foi a vez de sentir jatos na minha buceta e no meu cu. os 3 rapazes que tinham ficado ali de canto, logo trataram de irem se encaixando em mim, sem me dar tempo de me recompor ja foram estocando suas rolas em mim. eu estava muito cansada e conseguia mais ficar em pé, mas esses rapazes eram diferentes, metiam bem melhor do que os outros e foi isso que me fez prosseguir. depois de algum tempo, eu, totalmente preenchida, encharcada porra, ja suando de cansaço, sentindo aquela guerra de espadas dentro de mim, cheguei a ter um orgasmo multiplo me fazendo desfalecer em meio daquela situaçao,sinceramente nao aguentei. cai na cama e gozei infinitamente por longos minutos. estava exausta, mais ja que estava no fim, veio o dono da casa, com seu penis de aproximadamente 13 cm, quando ele colocou seu penis na entrada da minha buceta, eu ja nao sentia mais nada, alem d toque no meu grelinho com seus dedo medio, assim começou o movimento atomico frenetico sem parar com o vai e vem, eu só sentia os toques do seus pelos mal aparados roçando na minha grutinha. depois de alguns minutos, ele anunciou seu gozo e assim que gozou, eu, ao sentir aqueles jatos de porra bem quentinhos, gozei tambem. mais a essa altura do campeonato, depois de levar rola de verdade, nao iria gozar com um pau de 13 cm, gozei pois seus pelinhos me causaram uma tremenda excitaçao. Espero que tenham gostado do conto e que comentem....



Gostou? Então Compartilhe!