RSS contos eroticos

Conto Erotico Nada melhor do que ser louca.....

Olá, sou Monique, muitos me chamam de Monica...tá, não me pergunte por que!!! tenho 17 anos....ninguém imagina o que já fiz, ta legal que não fooi muitas aventuras, mas foi uma delicia..meu namorado tem 22 anos, é um negão gostoso,...kkk, voce acha que eu falo isso para ele? tá, só as vezes..... Bom começei a nomora-lo tinha 12 anos e ele 17 anos, ele tinha sido o primeiro cara que eu havia beijado, no começo era tudo tão romantico, tão fofo (na verdade era tudo egenuo para mim, não por que ele não estivesse realmente curtindo o momento, mas por que ela já sabia mas coisas do que eu).O tempo foi passando, a gente foi ficando mas cumplices, mas amigos, ele me respeitou pra caramba...Depois de minhas amigas viver dizendo que ele devia me trair, por que homem era safado, e principalmente ele que não era virgem, e antes de namorar comigo tinha fama de galinha....Falavam elas: "Ele te trair ou ele virou gay" Eu não queria mas fiquei com isso na cabeça, eu pensava "problema dele". Depois de 6 meses, ele começou a fezer algumas coisas diferente, começou além de dizer te amo, começou por a mão nas minhas costas, me abraçando com as mãos cruzadas, parecendo que queria ir além..como eu era super-boba, não deixava, mas depois de mais algumas fezes fui relaxando, e ele sempre dizia que cada dia mais nosso namoro melhorava. Meus irmãos eram amigos dele, conhecia a peça antes, não queriam nosso namoro, mas como meus pais permitiram eles não puderam dizer nada, só encher minha cabeça diziam:" Se toca garota não ver que ele só quer namorar voce, por que os amigos dele é fim, e ele que dar um de machão? e outra eu prefiro que ele tranze com outra do quer com voce...", e ficava nesse bláblá, a parte que me dixava puta era que eles preferiam que meu namorado me traisse.Eu não queria perder a virgadade com ele não era por mim, era por causa das pessoas que eu amava...(maninha das pessoas não deixarem a gente fazer o que queremos, tudo bem aconselhar, mas mandar?) quando eu estava já que com 13 anos ( considero nova, e ainda me considero) que já fazia nove meses de namoro, eu gente teve uma discursão séria, quase que eu terminava com ele, mas foi quando percebi que gostava dele,( entenda:eu não tinha certeza do que sentia, nunca havia falado te amo, e nem falei nesse dia.)quando eu ia dizer que não dava mais, ele me beijou e aquele foi o melhor beijo que ele me deu, eu chorei, por não conseguir terminar, então nesse mesmo dia quando a gente se acertou, as coisas esquentaram muito, ele estava na casa da minha mãe comigo num final de semana, ele teve que dormir na minha casa.A noite quando estavamos a sozinhos( algo quase impossivel), na sala axistindo TV, sozinhos entre abas meu irmão também estava com a gente, mas quando filme estava passando ele dormiu,eu estava no colo meu namorado, foi quando ele começou a me beijar, e mim alizar,ele susurrava em meu ouvido, eu pedia para ele ficar mas calmo por que meu irmão estava do lado na rede dormindo,mas diferente das poucas vezes que ele ficou assim ele não me ouviu, me apertava mais e mais e ja era eu quem, estava excitada, começava naquele momento a ter um desejo a mais, ele olhou para mim com aquela cara de safado, e mordeu meus labios famito, levou suas mãos que estavam no meu cabelos a minha cintura e devagar foi levantando minha blusa, até que disse: "PARA", voce quer ele veja isso?, foi quando ele falou: tá amor, mas deixa eu apenas te tocar? ele falou com tanto carinho que, fiquei apenas quieta, então começou, a por a mão debaixo da minha blusa, foi subido até que topou no meu surtiã, pensei que quando tacasse fosse parar pois era muito pirigoso, puxa vida meu irmão estava do lado, as vezes ele se movimentava , nos dava aquele susto!!!! Parecia que quanto mais perigoso era melhor, então ele levantou meu surtiã, e tocou levemente em meus seios, lembrando que eu estava sentanda no colo dele de costas para ele, então com uma das mãos desceu até minha barriga,e de leve , devagar foi tocando na minha perna, e começou a subir, quando topou na minha calcinha, neste momento pensei em pedir para parar, mas aquilo era tão gostoso, que não conseguir, então ele foi colocando a mão por baixo minha calcinha, quando ele tocou foi muito,muito gostoso, quando ele começou a apronfudar o dedo, foi quando eu não gostei, doeu pra caramba, na hora tentei tirar a tirar a mão dele da minha bêbê, mas ele tocava com firmeza quando olhei para a cara dele para ele perceber que realmente era para parar, vi que ele fazia uma cara totalmente diferente da qual eu conhecinha, aquela cara me deixou louca, parecia que ele estava delirando de prazer, eu ja não tinha mas força para resisitir, então com uma das mãos que me tocava,não a que tocava na bêbê, a que tocava os seios ele pegou minha mão e fez com que eu tocasse no seu pênis, nossa era super estranho,duro, extremamente grande, e grosso(kkkk, meu irmão tinha mi dito, que eu não ia aguentar, que ele parecia um jegue..kk e não é, que era verdade?)a principio me assustei, ele meio que riu disfarçadamente, mas depois ele entendeu que eu nunca tinha tocado em nenhum parecido, tava tudo muito bom até que meu irmão começou realmente a se mexer, tivemos mesmo que parar, ele realmente acordou, o filme já tinha acabado faz tempo. Depois disso nossa relação nunca mais foi a mesma, ficamos mais intimos ainda, conversavamos muito sobre sexo, eu perguntava muitas coisas a ele, ele sempre respondia, sempre que podiamos nos pegavamos, ele sempre lembrava se mexer com a minha bêbê, eu tinha vergonha mas ele já sabia como me convencer, percebi que iriamos acabar tranzando, então resolvi começar, a me preparar psicologicamente, fui ao médico sem que minha mãe soubesse, perguntei sobre tudo que poderia existir na minha cabeça, mas o estranho é que o médico sempre queria que eu fosse tirar mais dúvidas, um dia ele quis ver se meu corpo estava preparado, então pediu para que eu lhe mostrasse meus seios, na hora me assustei, não tive coragem, pois ja fazia alguns dias que ele estava com um papo meio diferente, então deixei de frequentar o tal gnecologista.Fui apelar pelas historias de experienças já vividas de outras pessoas.Não queria está sendo enganada, eu sabia que não estava, mas eu queria ser simplesmente correta(há esqueci de falar que minha mãe também me dava muitos conselhos, e me explicou tudo sempre, só não havia perguntado há ela porque ela ira perceber minhas intenções.). Mas foi quando fizemos dois anos de namoro que eu dei pra ele, mas não foi no dia exatamente.Ele já não era mas aquele santinho comigo, que eu havia conhecido, ele era fogo e eu lenha, eu gostava de provoca-lo, de morde-lo, de lember,de pegar no seu pênis , tudo para vê-lo pegando fogo;também já sabia por que ele colocava aquele dedo, que depois foi dois, era pelo um simples motivo( facilitar a entrada do seu pênis futuramente). O engraçado é que eu preparei tanto,e acabei fazendo uma loucura no dia. Nós estavamos de frente da minha casa, minha casa tinha um jardim, então era na frente da minha casa dentro do jardim, de frente para a janela, minha mãe dentro da casa assistindo, enquanto nós brincavamos ele passa o pênis dele na minha bêbê direto, para lá e para cá, nesse dia ele estava provocando pois ele fazia a mesma coisa só que agora para no meio e tentava entrar, mas eu olhava meio que dizendo não, ele nem ligava sabia que eu gostava da fuleragem. Foi quando derrepente me veio na cabeça, por que não fazer agora?Qual é o problema? A quem estou fazendo mal? Do nada deixei ele tomar conta de mim eu confiava nele, já haviamos conversado sobre se isso acontecesse,ele percebeu que ia acontecer, estavamos na janela minha assistindo no quarto, ele começou a molhar minha bêbê, ele passava o dedo, depois passava lingua, tava tudo tão gostoso, aí ele foi tentar penentrar, doía tanto que não deixei, ele todo impaciente, tentava denovo, eu dizia "não amor doe, deixar quieto outro dia gente faz...." ele dizia eu vou bem devargazinho, deixa vai..." ele tremia, suava, gaguejava, eu nunca tinha visto ele daquele jeito."Ele dizia amor se voce quiser fazer outro dia tudo bem, eu te levo em lugar, mas confortavél, lá a gente faz...."e eu falava "vem amor vem, eu quero agora,depois gente faz em outro lugar.." ficou nisso uma hora pedia, em outra eu desistia, até que eu ouvi ele falar "ha..amor entrou tudo..que delicia, que gostoso.." Eu apenas ficava calada, e gemia baixinho de dor e prazer. Depois desta Tivemos muitas outras, na terceira dei um jeito de ficar com ele na minha casa (nem vou dizer como conseguir), passamos a noite inteira, me arrumei, coloquei uma ligrie, me perfumei, quando ele chegou, ele me olhou meio que dizendo eu te amo, subiu as escadas, me abraçou, beijou, lembeu entre seios, tirou cada pecinha de roupa, nesses noite tomamos banho junto, ele passava o sabonete na mão, e depois passava nos meus seios com as duas mãos, então ele desceu passou no meu bumbum, na minha bêbê, e também passei nele, a gente se beijava, tranzava, ele lembia minha bêbê, aí ele também pediu para chupar ele, então eu fiz oque ele pediu, depois de tudo, passamos noite inteira tranzando, até que cansamos.Foi no outro dia quando ele vestia a roupa, que gritei"Eu TE AMO"... A gente transava na casa minha vó, de frente de casa, dentro do carro.... gostamos de correr riscos....aconteceu muitas coisas, até experienças com outras pessoas, ja tive muito assedios(há eu só tranzei com ele!!! mas não foi nada intencional, simplesmente não deu com outra pessoa.), mas agora eu sei, que só ele apaga meu fogo e me faz feliz.....Te Amo Negão



Gostou? Então Compartilhe!