RSS contos eroticos

Conto Erotico Perdi as pregas no ginecologista - parte 1

Aqui estou eu novamente para narrar mais um grande aventura que aconteceu comigo neste

ultimos anos, me chamo valéria, tenho 23 anos, tenho um belo corpo, sou morena, cabelos

lisos meio ondulados, 1.67 m, 51 kg, tenho uma enorme bunda e seios medios deliciosos,

recebi varios mails com perguntas tais como, acharam impossivel eu ter dado o rego e minha

xana para cachorros e até para um touro, então vou contar hoje porque fiquei com meus furos

bem largos que o normal, na verdade tive um treinamento tudo por causa do meu ginecologista.

este conto que vou relatar hoje aconteceu quando eu tinha 18 anos, antes nunca tinha ido ao

ginecologista, por ser menor de idade, sempre fui um moça bem cuidadosa inclusive com minhas

partes intimas, tava precisando de um exame de rotina em minha xana e meu rego, peguei uma

lista telefônica e procurei por clinicas ginecologicas na cidade, achei algumas

interressantes, algumas eram muito caras e outras de preço acessivel, liguei para uma dessas

e marquei minha primeira consulta, era no dia seguinte as 2 da tarde, como ia ao

ginecologista resolvi olhar antes para minha xana, fui ao banheiro e peguei um espelho,

reparei que tinha nascido pelinhos em toda ela, resolvi então tirar para ficar mais

higienico ao ginecologista, peguei um aparelho e fui raspando com todo o cuidado, raspei

todos os pelinhos, deixando bem lisinha, reparei que minha xana era bem rosadinha, tinha

labios carnudos envolvendo um clitoris bem rigido, minha xana tinha tamanho normal. no outro

dia depois do almoço tomei um banho demorado, para não fazer feio lavei bem minha xana

deixando ela bem perfumada, coloquei uma de minhas melhores calcinhas, uma de cor branca com

detalhes em renda, por cima pus uma calça jeans quase justa ao corpo e uma camisa com um

pequeno decote e sai para ir ao ginecologista. quando cheguei a clinica, reparei que era bem

grande e organizada, na recepção fiqueo aguardando ser chamada para o exame, depois de uns

10 minutos fui chamada a sala do doutor, entrei e ele fechou a porta, dei uma vasculhada no

local, tinha uma mesa, um banheiro, um vestiário, uma maca e no centro um cadeira especial

bem sofisticada para o exame ginecologico, o medico devia ter uns 40 anos, usava oculos,

tinah barba e um corpo medio, nem magro e nem gordo, sentei em frente ao medico e começou

as perguntas preliminares. "valéria pelo que estou vendo aqui na sua ficha e sua primeira

consulta a um ginecologista?". "é sim doutor!". "você veio apenas para um exame de rotina?".

"quero saber como anda minha vagina e meu reto!". "antes de começar preciso fazer algumas

perguntinhas", "você é virgem?", "não, doutor!", "qual foi sua ultima relação sexual?", "foi

a mais ou menos 2 meses.", "vc sente dor com a penetração na hora da relação?", "sinto um

pouco, doutor.". depois de uma lista de perguntas indiscretas estava pronta para o exame

ginecologico, o medico abrir o armario e pegou um avetal branco e me deu, mandou-me ir ao

vestiário de trocar, levantei e fui me trocar, tirei minha calça e pus o avental por cima e

voltei ao medico, ele me ajudou a deitar na cadeira, coloco minhas pernas no suporte para

ficar bem arreganhada e erguel o avental, "valeria eu não posso examinar sua vagina usando

calcinha!", "desculpe doutor eu to muito envergonhada!", logo depois ele tirou minha

calcinha senti um friozinha bem na bucetinha. "agora sim posso ver tudo!" ao lado do doutor

tinha outro armario com gavetas, ele abriu uma delas e pegou um conjunto de luvas e colocou,

com seus dedos ele abriu levemente meus labios vaginais. "valeria reparei que vc é muito

higienica, vc de depila na vulva!", sentia ele abrindo minha gruta, como sempre começou a

ficar molhada, vertia liquido, vi que ele abriu outra gaveta e pegou um vidrinho e uma

espatula, "valéria vou recolher um pouco de seu liquido vaginal para fazer um exame!", ele

colhia o liquido com a espatula e colocava no vidrinho. "pronto valéria o exame terminou!".

achei muito estranho foi muito rapido, botei novamente minha roupa e fui embora, pensei que

exames ginecologicos eram mais dolorosos. passou-se um mês inteiro, já tava na hora de ir

novamente ao ginecologista, desta vez botei uma calcinha bem apertadinha e um saia preta,

chegando na clinica, por não ter ninguem na minha frente, fui direto ao exame, entrei na

sala do medico, já tinha pego confiança no medico mas desta vez ele venho e me deu 3 beijos

e um abraço, e um leve tapinha na bunda."hoje vamos examinar esse seus anus rosado!". mandou

-me trocar no vestiário , fui e tirei tudo pus somente o avental, sentei na cadeira ergui as

pernas pondo as canelas no suporte, o medico sentou na minha frente, abriu a gaveta botou as

luvas, tudo normal como antes, mas desta ele pegou um aparelho estranho, uma tesoura com

pontas largas, um forceps(server para ajudar no parto de mulheres com buceta bem apertadas),

enfiou dentro de minha buceta, entrou uns 5 cm, fechada não sentia dor alguma, começou a

abrir, sentia que meus labios estavam sendo abertos alem do normal, esse tesoura tinha uam

regulagem que evitava se fechar, uma dorzinha passava pelo meu corpo, senti o doutor

apertar mais e mais a tesoura, minha buceta já tinha aberto ao maximo, daqui pra frente

sentiria dor. "doutor o que o senhor ta fazendo, tá começando a doer?". "desculpe valéria vc

naum ta aquecida!" ele afroxou a tesoura e tirou ela de dentro, abriu outra gaveta e pegou

um objeto muito estranho, parecia uma concha, era feito de plastico e nas bordas de

borracha, conectado a uma mangueira com uma valvula manual no fim, escostou a conha na minha

buceta, cobria toda ela, ajustou bem nas minhas virilhas, a borracha servia para evitar a

saida de ar, começou a bombear a valvula que retirava todo o ar de dentro da conha, senti a

concha grudar na virilha, por naum ter mais ar foi inchando minha buceta, sugado pelo

aparelho, senti que foi ficando molhada e quente, meu clits estava ficando rigido, não era

uma sensação de dor, mas sim de calor e calafrio ao mesmo tempo, não parava de bombear a

valvula, espiei um pouco minha buceta tava inchada, bem rosada e super umida. "pronto sua

vagina ta bem aquecida!" o medico afroxou o aparelho, puxa vida minha buceta tava toda

inchada, maior do que antes, pegou novamnte a tesoura e alargou novamente a gruta, desta vez

foi mais rude, por tar inchada senti que foi menos doloroso, meu médioco tava me enganando

desde o inicio, fez-me pegar confiança nele para poder se divertir com seus aparelhos, eu

naum ficava atras tava adorando ser examinada por aparelhos, abrir de certo modo que podia

ver a boca do meu utero, não parava de sair liquido, eu estava super excitada com aquilo,

abriu outra gaveta e pegou um vibrador, ligou e disse "valéria vamos testar a resistência de

seu clitóris!", escostou no meu clits que a essa altura tava super inchado, foi um choque de

tesão,minha vagina vibrava, comecei a gemer de tesão, nunca alguem havia me masturbado

assim, estava adorando esta experiencia, quando ouvi o doutor resmungar pra mim. "valéria

agora vou colocar um creminho para completar o exame!" senti que algo quente jorrou dentro

de minha buceta, por estar totalmente aberta pela tesoura, foi direto para meu utero, foram

varias doses de creme, eu me contorcia toda com o calor que arrepiava meu corpo, foi ai que

senti que ia gozar, gozei calada evitando os gritos que dou sempre, mas o medioco percebeu

porque tava vendo minha buceta aberta. "vc tá gozando, posso ver tudo, parece um vulcão

explodindo!", apos o doutor afroxou a tesoura, o liquido ficou retido dentro do meu utero,

ele me mandou levantar e me vestir, desta vez ele me ajudou a me vestir, pondo minha

calcinha e minha saia, gostei da atitude do medico safado mais do que antes, tambem com

esses aparelhos. deu-me novamente 3 beijinhos e fui embora. dizendo que iria ligar para

marcarmos outra consulta. passou-se duas semanas, minha buceta já tinha voltado ao normal,

então chegou pelo correio um envelope vindo da clinica, notei que era uma fita vhs e um

bilhetinho, o que sera que tinha na fita, graças a deus que fui eu que a peguei, vcs

precisam ver o conteudo da fita, bem esse conto termina aqui,no proximo conto tudo o que

tinha na fita vhs vindo do medico safado. espero que gostem desse conto, favor não percam a

continuação do mesmo. bjos a todos!

by dra valéria
dra_valeria@click21.com.br
22/10/2003