RSS contos eroticos

Conto Erotico Que ônibus

Olá...

o que vou relatar para vocês é quase inacreditável.

sou um garoto novo tenho 15 anos e ainda virgem, tenho 1,72 cabelos e olhos castanhos claros, corpo meio malhado por fazer academia.

um dia eu estava em minha casa que fica longe do centro da cidade e então eu quis ir ao centro teria que pegar dois ônibus , parei sentado ao lado do ponto a esperar o ônibus, passou o primeiro e eu logo levantei mas não era o que eu precisava esse não passaria ao centro estava completamente vazio logo em seguida veio o do centro, completamente lotado odeio ônibus lotado mas fazer o que a pé ia demorar muito entrei no ônibus procurei um lugar com um pouco de espaço consegui encostar em um banco perto da porta aonde não tinha cadeira tinha um espaço aonde caberia alguem mas ninguém ficou ali passou um tempo o ônibus fez outra parada entrou no ônibus uma linda morena, 1,65 mais ou menos corpinho violão perfeitinha uns peitos grandes e avantajados umas coxas torneadas e uma bunda de por inveja em qualquer mulher ela deveria ter seus 17 anos ele veio e encostou na minha frente mas sem encostar em mim, mas ai entrou uma senhora e entrou na frente dela fazendo ela dar passos para trás, ela encostou aquela bundona no meu pau que já começava a ficar duro feito uma rocha ela estava de saia curta no meio das coxas e um top meu pau endureceu logo e ela percebeu olhando para trás toda hora e dando sorrisos até que ela bem discretamente abaixou umas das mãos colocou sua mão na sua bunda e derrepente pegou no meu pau e olhou pra mim dando um ar de estar louquinha de tesão, nisso ela veio mais para trás para que meu pau ficasse a cutucando meu pau é normal tem 16 para 17 cm, ai ela começou a mexer algo por baixo da saia fiquei curioso derrepente ela erguei a saia um pouco me mostrando que tinha abaixado a calcinha peou de novo no meu pau e tirou ele pra fora e encostou em mim de vez abriu as pernas e sussurrou baixo me come!

eu abri aquele bundao e coloquei meu pau na sua buceta ela gemeu baixo e começou a fazer movimento junto com o movimento das freadas do ônibus estávamos num vai e vem alucinado, quando derrepente sinto uma coisa quente ela acabava de gozar e eu ainda não ela ainda não parou tirou meu pau da sua buceta e me masturbou até eu gozar na sua mão para que ela pudesse lamber minha porra, lambeu com vontade sua mão, ajeitou sua calcinha e sua saia ai escreveu seu nome e seu telefone em um papel e me deu ai chegamos ao centro e eu desci.

ainda tive contato com ela se quiserem saber mais me mande um e-mail é: rafa@bironet.com.br

espero que votem no meu conto

beijos e abraços