RSS contos eroticos

Conto Erotico Velho professor me deu palmadas na bundas e tapas na cara

Bom, primeiro vou me decrever, tenho treze anos, sou loira, tenhos seios tamanho 38, e cabelo comprido, estudo em um colégio particular. Eu estava mechendo no celular na aula de história, quando meu professor disse que eu deveria guardá-lo, eu disse "Sim, claro que sim." e depois continuei à jogar, Meu professor, viu que eu continuava a jogar, e recolheu meu iPhone, e disse que devolveria-o depois da aula, que era para eu permanecer na sala, já que is´toria é nosso ultimo periodo. eu fiquei sentada no meu lugar quando todos foram embora, Paulo fooi até a porta olhou para o corredor e disse para alguem que ele estaria ocupado naquela sala, acho que para a faxineira. Ele fechou a porta e veio a´te mim, e me disse: - Não sei o que vou fazer com você!! Sempre violando as regras. - Fodasse - Essa sua atitude me irrita. -Fodasse - Vou ter que fazer alguma coisa -Fodasse ele se apoiou na mesa e disse, muito autoritário: -Levante-se - Não - Agora! - não!! ele me puxou pelos cabelos e me levntou -Vire-se -Não Ele me deu um tapa na cara -VIRESSE -NÃO ele me deu outro tapa a cara e me virou contra a mesa do professor, já que eu sentava na primeira fila. me deu um tapa na bunda, ele disse você não vai mais mexer no celular na minha aula vai? eu não ia deixa-lo fazer o que quisesse de mim, afinal, eu ainda estava com a mini saia e a camisa do uniforme, e disse que ia fazer o que eu quizesse, ele disse que ele ia fazer o que quizesse de mim, e me deu outro tapa na bunda, aquele velho safado, e me deu coutro tapa na bunda. me virou de frente pra ele e forçou minha cabeça para que eu me ajoelhasse, não me ajoelhei, ele me deu um tapa na cara e disse: não vai fazer o que eu quero, não é mesmo? ele fez eu me ajoelhar e me deu um tapa na caraeu gemi de dor, ele disse: é isso memo, putinha!! pode gemer! e tirou o cacete com muitos pelo na virilha pra fora da calça, tirando o cinto e desabotoando a calca de velho dele. mandou me chupar, eu disse que não, ele me deu um tapa na cara, eu abri a boca, ele botou a mão na parte de trás da minha cabeça e começou a conduzila para frente e para trás em seu cacete, eu irritei com aquele velho depois de uns cinco minutos e mordi seu pau. ele me olhou e disse que eu tinha sido uma menina muito má, e que merecia apanhar, eleme lantou e levantou minha saiae começou a me dar muitas palmadas, com mais força do que antes. ele me ergueu e me botu em cima da mesa, subiu em cima de mim e puxou me cabelo para tras, e com a outra mão segurou minhas duas na parte de tras, seu cacete entrou em meu cuzinho e ele disse que iria me fazer sofrer, pois iria sem dó nem piedadee comeou a meter em meu cú. doeu muito, afinal, eu era virgem e ele não lubrificou nem nada, depois de muito tempo socando, ele leventou e me largou, então me tirou da mesa e se deitou nela. me disse para snetar em sem cacete, eu disse que não puxou me braço e me levou para perto, então, deu um tapa na minha cara e desaboutuou minha camisa de uma vez só, rasgou meu sutiã nadador e apertou meu seio, eu dei um tapa na cara dele com minha mão livre, ele disse que eu iria me arrepender e me deu mais um tapa na cara, se sentou na mesa e foi até sua mochila, lá peou um par de algemas, e me prendeu na mesa, começo a bater na minha bunda mais uma vez e socou na minha vagina, aggarrando meus peitos, senti sua porra em mim, ele se sentou no chão, e me fez sentar em cima dele. Acordei quinze minutos mais tarde, com meu professor de matemática controlando a minha cabeça em seu pau, comigo ainda sentada em paulo!! eles me estupraram mais ainda, e me levaram para casa, e me fuderam contra a minha vontade no carro, caso contasse a alguem, seria reprovada em todas as matérias, cheguei em casa e fui direto para o banho, tirar o cheiro daqueles velhos babões de mim



Gostou? Então Compartilhe!