RSS contos eroticos

Conto Erotico Vi minha irmã transando com o namorado

Olá, meu nome é ana e muitos já conhecem os meus contos. vou contar um episódio que aconteceu em 2005.
tenho uma irmã de 21 anos que namora há 8 anos. num sábado fomos numa festa de aniversário e meu namorado não pode ir. como a festa era próxima a casa do namorado da minha irmã e saímos tarde da festa, resolvemos dormir no apto dele mesmo. os pais de meu cunhado estavam viajando e obviamente minha irmã e ele foram dormir no quarto dos pais dele e eu fiquei com o quarto dele. depois de algum tempo pegando meus e-mails no computador dele, q fica no quarto, resolvi dormir. qdo desliguei o micro e o rádio q estava ouvindo, tive a impressão de ter escutado minha irmã gemendo. muito curiosa, resolvi colar o ouvido no quarto do lado para ter certeza. não tive mais dúvidas, realmente eles estavam transando e minha irmã sentia tanto prazer q não conseguia segurar os gemidos. resolvi, sem muitas esperanças, arriscar uma olhadinha pela fechadura. qual não foi minha surpresa qdo percebi que não só a luz do abajur acesa iluminava a cama onde eles estavam, como dava pra ver parte dela, pouco menos da metade da cama pro final. fixei meu olhar e via minha irmã fazendo um maravilhoso boquete por meu cunhado, e pela posição do corpo dela estavam fazendo um 69. da fechadura eu só conseguia ver minha irmã do pescoço pra cima e conseqüentemente meu cunhado da cintura pra baixo. ele estava deitado com os pés no chão. logo imaginei q tudo começou com ele sentado na cama e depois só deitou, não mudando de posição. via minha irmã que hora gemia, hora chupava seu namorado, lambia a cabeça e depois ia colocando dentro da boca bem devagar e carinhosamente. ela foi subindo, descendo várias vezes, de repente começou a coloca-lo inteirinho dentro da sua boca. minha irmã mostrava q entendia do q estava fazendo, chupava que nem as garotas de filme pornô. eu já estava completamente molhada e não sairia dali por nada deste mundo. de repente minha irmã deitou na cama e vi meu cunhado deitando em cima dela. a cena era muito excitante, embora eu não pudesse ver muito mais q a cabeça dos dois, portanto não via a penetração, podia ver bem a expressão de tesão dos dois. e pelos trancos q minha irmã sofria, ele devia estar enfiando com força. não resisti mais e coloquei minha mão dentro da minha calcinha e comecei a tocar meu clitóris. logo o casal resolveu trocar de posição. desta vez ela ficou de quatro na cama e ele ficou de pé no chão e penetrando-a por trás. nesta posição não conseguia mais ver o rosto da minha irmã, mas podia ver com perfeição seu namorando enfiando o pau na xaninha dela. intensifiquei os movimentos no meu clitóris e já estava quase gozando qdo ele pediu para colocar no cuzinho dela. ela levou as mãos até a bunda e abriu-a, continuando na mesmo posição apenas deixando o seu cuzinho totalmente exposto. ele foi colocando bem devagar e carinhosamente, ouvia minha irmã gemer, mas percebia q era de dor. não podia confirma isto, pois não conseguia ver o seu rosto e nem via o do meu cunhado que estava de pé, e pelo buraco da fechadura só via do joelho até pouco acima da barriga, ou seja, via exatamente o ponto q mais interessava. depois de pouco tempo de penetração no cuzinho da minha irmã ela já gemia de prazer e seu namorado já aumentava a velocidade das estocadas. eu me masturbava freneticamente qdo ele anunciou q iria gozar. de imediato minha irmã sentou na cama e começou a chupar o pau do namorado q não demorou a gozar na boca dela. ela lambuzava-se com o gozo dele qdo eu senti a forte sensação chegando e... gozei, gozei e gozei muito, fazendo um esforço pra não gemer e revelar pros dois q estava observando-os. dei uma ultima olhadinha e vi q minha irmã ainda chupava o pau do namorado q já estava “meia-bomba”, como costumam dizer.
voltei pro quarto q deveria estar e dormi levinha e relaxada. minha irmã e meu cunhado nem desconfiam q assisti parte da transa deles.
se gostaram do conto ou têm curiosidades, mandem-me um e-mail para: anakaynts@bol.com.br
beijinhos a todos
aninha