RSS contos eroticos

Conto Erotico MINHA LINDA VIZINHA É UMA CADELA

Olá pessoal. Meu nome é Ricardo, o que vou relatar agora, não aconteceu comigo, mas, eu vi tudo acontecer, bem, quando me separei de minha esposa, saí do intgerior do Paraná e me mudei para o interior de São Paulo, onde moro até os dias de hoje. O bairro onde moro, é muito tranquilo, conheço muita gente, tenho muitos amigos, ao lado da minha casa mora um casal muito simpático, ele conhecido por Rick, ela Rose, uma morena de parar o trânsito, cabelos negros até os ombros, lábios carnudos, seios médios, cinturinha de pilão, e uma bunda, nossa !! coisa de louco, coxas grossas bem torneadas e, adora vestir roupas curtas e coladas ao corpo, que revela totalmente suas curvas perfeitas, resumindo: a mulher mais gostosa do bairro, certo dia, Rick se despediu dela no portão, pois estava saindo de viagem, como fazia frequentemente, coisas do seu trabalho, não tinham filhos, por isso, Rose ficou sozinha em casa, ela passava o tempo levando seu cão para passear, um Dog Alemão enorme, só saia de casa pra isso, então, comecei a imaginar, será que ela é fiel ao marido, uma gata tão gostosa como essa sozinha, que desperdício!! As viagens de Rick eram bem longas, duravam de dez a quinze dias, um desses dias, eu tive que fazer um serviço na minha casa, arrumar algumas coisas no fundo do quintal, a coisa tava feia, estava eu concentrado no meu serviço, quando ouvi a voz de Rose chamando o cão, ele se chamava Félix, fiquei na minha, voltei ao trabalho, logo em seguida, ouvi uns sons parecidos com gemidos, aquilo me tirou a concentração, fiquei com vontade olhar o que estava acontecendo, os muros eram bem altos, tinham uns tres metros mais ou menos, então coloquei um escada encostada no muro para ver o que acontecia, o muro era recoberto por aquelas plantas trepadeiras e em cima do muro, os ramos eram bem grandes, dava tranquilo para ver sem ser visto, subi na escada, eu vi a coisa mais linda do mundo, Rose estava deitada numa cadeira na beira da piscina, completamente nua, com as pernas abertas, Félix a lambia, fazendo-a se contorcer e gemer, Félix tinha um língua enorme e lambia frenéticamente, Rose de olhos fechados, acariciava os seios e apertava forte os mamilos, mexendo o quadril para cima e para baixo, em seguida ela se levantou, ficando sentada na cadeira, agarrou o cacetão de Félix e começou a acariciá-lo com movimentos lentos, Félix continuava a lamber aquela xaninha deliciosa, de repente, o pau de Félix estava todo pra fora, como era grande!! com uma habilidade enorme, Rose fez com que Félix se deitasse no chão sem parar de lamber sua xana, ainda segurando a pica do cão pelo nó que já estava esposto, eu não acreditava no que estava vendo, pois isso, eu até então, só tinha visto em videos, eles estavam fazendo um 69, coisa de louco!! confesso que fiquei louco pra pular o muro e entrar na farra, pois uma delícia daquelas trepando com um cachorro, mas eu não era tão íntimo do cão como ela, ela chupava aquela pica com uma vontade, enfiava tudo na boca, então, Rose começou a gemer mais alto, se contorcia mais rápido, seu quadril não parava, então, enterrando o pau do cão todo na boca, acho que para abafar o seu gemido, gozou, seu corpo dava pulos, parecia que estava levando um choque, ficou um pouco assim, com o cão lambendo sua xana, em seguida, com a mesma habilidade, virou Félix de pernas pra cima, segurou o pau pelo nó e sentou, enterrando o cassetão na xaninha depiladinha, Félix, já acostumado com a farra, ficava quietinho, Rose subia e descia no cassete dele, não demorou muito e ela gozou mais uma vez, dessa vez tapou a boca com a mão, depois de alguns minutos, ela saiu de cima dele, se colocou de quatro ao lado do cão, começou a chupar o cassetão, de onde eu estava, dava pra ver tudo perfeitamente, ela mamou naquela pica por uns dez minutos, eu não tirava os olhos da cena, ouvi seus gemidos ficarem mais altos, ela aumentou a velocidade dos movimentos, foi então que Félix gozou, nossa ! nunca vi tanta porra sair de um só pau! ela engoliu o que pôde, mas era muita porra, uma grande quantidade vazou pelo cantinho de sua boca linda, ela continuou chupando, até que o pau de Félix ficasse todo limpo, ela se levantou, deu um mergulho na piscina enquato o cão lambia a porra que havia caído no chão, Rose ficou um pouco dentro da piscina, quando saiu, Félix foi em sua direção, querendo trepar nela, ela então se dirgiu até a cadeira e se ajoelhou na cadeira, ficando de quatro, empinou bem aquela bunda maravilhosa, Félix lambeu sua xaninha e cuzinho, em seguida, trepou, dava bombadas fortes, porém, não acertava nada, então, Rose com a mão, dirigiu o cassete dele até seu cuzinho, eu não acreditei no que estava vendo, então, Félix deu uma estocada, e quando viu que acertou, começou a fazer movimentos muito rápidos, Rose gemia como uma louca, o cão a segurava pela cintura e metia forte, quase caí da escada vendo aquilo, logo parou, desceu de cima dela, ficando em pé ao seu lado, deu pra ver que o pau dele estava dentro do cuzinho dela, que fazia movimentos pra frente e pra tráz, e gemia muito, já sem noção de mais nada, Rose gemia descontroladamente, não se importando mais com o som que emitia, quando gozou, mais uma vez, gemeu muito e alto, logo ví o pau de Félix sair de dentro do cuzinho dela, em seguida uma cachoeira de porra, ela continuou de quatro, Félix lambeu tudo o que saía de seu cuzinho, ao terminar de lamber, Félix se deitou na sombra de um gurda-sol, Rose, pegou sua toalha que estava na cadeira, se levantou e entro pra dentro de sua casa, via que a luz de seu banheiro se acendeu, ela foi tomar banho, foi assim que ví a mulher mais gostosa do bairro trair o maridão, foi alucinante assistir aquilo, teve mais vezes, eu assisti a muitas fodas de Rose com seu cão pintudo, mas depois conto outras. espero que tenham gostado abraços.



Gostou? Então Compartilhe!